O papa convida os britânicos a proteger as crianças não nascidas

Em mensagem para a Jornada pela Vida, Francisco pede que o Reino Unido dê o melhor de si

Roma, (Zenit.org) | 363 visitas

O papa Francisco participou virtualmente da Jornada pela Vida enviando uma mensagem aos católicos da Inglaterra, da Escócia, de Gales e da Irlanda. As datas são diferentes no calendário, mas o espírito da jornada é o mesmo: promover e defender a vida, que é um dom de Deus.

A Escócia celebrou a data em 28 de maio, a Inglaterra e Gales celebrarão em 28 de julho e a Irlanda no primeiro domingo de outubro. O tema de 2013 é igual para todo o Reino Unido: “Cuida da vida; vale a pena”, citação da homilia do então cardeal Jorge Bergoglio em 2005, na comemoração de São Raimundo Nonato, padroeiro das mulheres grávidas.

Na ocasião, o papa afirmava: “Todos nós devemos cuidar da vida e protegê-la, com ternura, com calor... Dar a vida é abrir o nosso coração, e cuidar da vida é se entregar com ternura e com calor aos outros, é se preocupar com os outros. Cuidar da vida desde o princípio até o final. Como isto é simples e bonito... Continuem e não se desanimem. Cuidem da vida; vale a pena”.

A temática deste ano para a Jornada pela Vida na Inglaterra, Escócia, Gales e Irlanda se concentra no cuidado das crianças não nascidas e das suas mães, dos idosos, dos suicidas e das suas famílias. A coleta de donativos nas paróquias da Inglaterra e de Gales no dia 28 se destinará ao Anscombe Bioethics Center e às atividades em favor da vida mantidas pela Igreja.

O texto completo da mensagem do papa é o seguinte:

“Recordando os ensinamentos de Santo Irineu, de que a glória é a pessoa humana vivendo em plenitude, o santo padre os convida a deixar a luz da glória resplandecer para que todos reconheçam o valor inestimável de cada vida humana. Os mais frágeis e vulneráveis, os doentes, os idosos, os não nascidos e os pobres também são obras mestras da criação de Deus, feitos à sua imagem, destinados a viver para sempre e merecedores da máxima reverência e respeito. Sua Santidade reza para que a Jornada pela Vida contribua para garantir que a vida humana receba sempre a proteção que lhe cabe, de modo que ‘tudo o que respira louve o Senhor’ (Salmo 150,6)".