O Papa encontra e conforta quatro ex-vítimas da prostituição

Durante o encontro no Vaticano contra o tráfico de seres humanos, Francisco recebeu as mulheres, ouviu as suas histórias e encorajou-as a superar as feridas das vítimas e os traumas sofridos

Roma, (Zenit.org) Redacao | 527 visitas

Por ocasião do congresso promovido no Vaticano contra o tráfico de seres humanos, terminado ontem, o Papa Francisco se encontrou em privado com quatro mulheres forçadas à prostituição no passado. Provenientes da Argentina, Chile, Hungria e República Checa, as mulheres carregam consigo as feridas das violências sofridas, mas também de experiências traumáticas. Por exemplo, terem sido obrigadas a fazerem o serviço de correio da droga ou serem envolvidas em atividades do crime organizado. As quatro vítimas tiveram depois a coragem de denunciar as suas situações de escravidão e dos próprios exploradores e embarcaram em um caminho de recuperação.

Todas expressaram um forte desejo de encontrar o Santo Padre para contar-lhe o seu compromisso de mudar de vida e receber uma palavra de conforto. O Papa, de fato, durante o encontro – acontecido antes da entrada na Sala Magna da Pontifícia Academia das Ciências – quis dar-lhes uma grande mensagem de amor, escutou as suas histórias e encorajou-as a superar os traumas. O encontro foi definido como “tocante”, especialmente por causa do estado psicológico ainda muito provado das mulheres. ( Sc/Trad.TS )