O papa felicita um sacerdote de 90 anos pelo trabalho em várias paróquias do norte da Espanha

O padre espanhol Ricardo Bárcena está há 62 anos à frente de um numeroso grupo de paróquias de uma região montanhosa

Roma, (Zenit.org) Redacao | 457 visitas

O pe. Ricardo Bárcena, sacerdote espanhol de quase 90 anos que atende várias paróquias das montanhas da Cantábria, no norte da Espanha, chorou diante dos fiéis no pórtico da igreja de Miera, no sábado passado. Ele contou emocionado que tinha acabado de receber uma carta do papa Francisco, manuscrita por ele próprio.

Na carta, "o Santo Padre o felicita por continuar, apesar dos quase noventa anos, à frente de um numeroso grupo de paróquias espalhadas por uma região abrupta e acidentada da geografia da diocese de Santander, onde existem vários povoados disseminados e com poucos vizinhos próximos", diz a nota divulgada pela diocese de Santander.

Francisco disse ao pe. Ricardo Bárcena que está informado sobre o fato de ele estar há 62 anos como responsável pelas paróquias de Miera, Mirones, San Roque de Río Miera, Valdició e Calseca. "Um testemunho como o seu me fortalece na fé e no amor à Igreja. Obrigado de coração”, diz o papa na carta.

"Um sacerdote como você, que, aos 90 anos, continua dizendo a Jesus que é seu 'filho pequeno' e que carrega nos ombros várias paróquias, me faz sentir que a Igreja é jovem". O pontífice lhe pede "que reze e peça aos outros para rezarem por mim. E que Jesus o abençoe e Nossa Senhora cuide de você".

Foi um grupo de fiéis, junto com o diácono permanente que presta apoio em uma das paróquias locais, Gervasio Portilla, que incentivaram o pe. Ricardo a escrever uma carta ao papa Francisco e contar a ele, como testemunho, "que, apesar dos quase 90 anos, continua mantendo o entusiasmo pastoral e a força de vontade de servir às pessoas desses povoados com o seu ministério".

O sacerdote contou, em sua carta, que, desde o princípio, "me ensinaram a ser um padre do interior" e a amar Nossa Senhora de Miera. O pe. Ricardo também disse a Francisco que continua servindo às suas paróquias, "aos meus quase 90 anos, com as limitações da minha carteira de motorista e das minhas capacidades físicas". A carta do pe. Ricardo pede que o Santo Padre lhe "dê a bênção e diga a Jesus que eu fui, sou e serei seu filho pequeno e que preciso da sua ajuda".

O bispo de Santander, dom Vicente Jiménez Zamora, "se alegrou profundamente" ao saber da carta do papa e telefonou ao pe. Ricardo "para felicitá-lo e participar da sua alegria". Essa alegria foi compartilhada também pelos sacerdotes da paróquia de Nossa Senhora de Miera, que deram seus parabéns ao pároco de quase 90 anos.