"O papa Francisco é a expressão da alegria cristã"

Salvatore Martinez e Guido Maria Pietrogrande abrem a 36ª Convocação da Renovação Carismática em Rimini

Roma, (Zenit.org) Antonio Gaspari | 584 visitas

Na missa com os Voluntários do Serviço, o presidente da Renovação Carimática (RC) na Itália, Salvatore Martinez, disse que os cristãos não podem ser credíveis "se não mostrarem a alegria da palavra" de Jesus. "O papa Francisco é a expressão dessa alegria", afirmou ainda Martinez, nesta última quarta-feira, 24 de abril, em Rimini, na capela adjacente ao salão principal em que se realiza a 36ª Convocação Nacional do movimento.

De acordo com Martinez, "as dores, as amarguras, as dificuldades não poderão nos fazer cair no pessimismo se tivermos no coração a Pessoa de Jesus". "Quando duas pessoas se encontram e desejam a serenidade, elas se dão a palavra" e "Deus fez isso conosco do modo mais inédito, dando-nos a sua Palavra. Esta Palavra é Jesus". Cabe a nós acolhê-la, porque, para os cristãos, "a Palavra é uma Pessoa".

A respeito da Convocação Nacional, o presidente da RC pediu que os voluntários transmitam e tornem visível a alegria de Jesus, porque "o serviço é um privilégio" e "Jesus nos chama e nos recebe para que possamos acolher".

Depois de convidar os presentes a pedir em oração a fortaleza e proteção do Espírito, Martinez declarou que "Jesus irradia a sua luz", a qual nós, "como se fôssemos lâmpadas de um lustre que deve iluminar toda a sala", somos chamados a transmitir.

"Devemos refletir a luz viva, a eletricidade do Espírito Santo", para que a Convocação da RC ilumine ao redor e "tudo seja para a glória de Deus".

Durante a homilia, o pe. Guido Maria Pietrogrande, conselheiro espiritual do movimento, se dirigiu aos voluntários dizendo: "Você estão chamados para o serviço, o que significa ser escolhidos pelo Espírito Santo mesmo".

"Respondendo a este chamado, vocês contribuem com o projeto de santidade da Igreja, e, neste caminho de santidade, lembrem-se de que Deus nunca pede nada sem dar algo ainda maior em troca. Se Deus é luz e amor, todo discernimento espiritual deve estar ligado a essa luz", concluiu Pietrogrande.