O papa Francisco e o Conselho de Cardeais abordam a reforma da Cúria Romana

Quarto encontro do grupo, de hoje até 30 de abril, estudará mudanças profundas

Cidade do Vaticano, (Zenit.org) Sergio Mora | 344 visitas

O papa Francisco se reuniu com o Conselho de Cardeais nesta segunda-feira, 28, pela quarta vez. As reuniões irão até 30 de abril, informou a assessoria de imprensa do Vaticano, recordando que o conselho foi criado pelo Santo Padre para “ajudá-lo no governo da Igreja universal”. O conselho ficou popularmente conhecido como C8, por reunir oito cardeais. A nota de imprensa do Vaticano acrescenta que o grupo vai “estudar um projeto de revisão da constituição apostólica Pastor Bonus, sobre a Cúria Romana”.

As reuniões, que costumam acontecer na sala Bolonha do Palácio Apostólico, são entre o Santo Padre e o C8, mas, com a participação do novo secretário de Estado, cardeal Parolín, o número de cardeais sobe na prática para nove.

O conselho foi criado pelo papa Francisco em 13 de abril de 2013 e institucionalizado em 30 de setembro do mesmo ano. Os cardeais provêm dos cinco continentes e dão conselhos orientativos. É o Santo Padre quem decide as medidas a ser tomadas.

A Pastor Bonus é a constituição apostólica promulgada pelo papa João Paulo II em 28 de junho de 1988. O texto, de natureza legislativa, regulamenta a composição e as competências dos dicastérios e organismos da Cúria Romana.

Há pouco mais de um ano, em 3 de abril de 2013, o porta-voz vaticano afirmou que a reforma da Cúria Romana “não será somente uma atualização da Pastor Bonus. Devemos esperar uma nova Pastor Bonus, não retoques das suas partes nem mera adequação de pequenas coisas”. E destacou: “Trata-se de ressaltar a natureza de serviço [da cúria] à Igreja universal e às Igrejas locais, respeitando a subsidiariedade”.