O Papa Francisco pediu o passaporte e a nova ID do seu país natal

O Pontífice quer viajar pelo mundo como cidadão argentino, como informou o ministro do Interior e Transporte

Roma, (Zenit.org) Ivan de Vargas | 403 visitas

O Ministro do Interior e Transporte, Florencio Randazzo, anunciou hoje que o Papa Francisco tramitou o novo Documento Nacional de Identidade e o Passaporte do seu país por meio de uma gestão realizada pelo embaixador argentino junto à Santa Sé, Juan Pablo Cafiero .

Na última sexta-feira, Cafiero e o cônsul Juan Antonio Ibañez, junto com o pessoal da embaixada, foram à Casa Santa Marta, onde mora o Papa, para que Francisco pudesse fazer o tramite.

Segundo informou Randazzo através de um comunicado oficial, foi o próprio Papa quem disse que queria "continuar viajando pelo mundo com o passaporte argentino", e através da intervenção do centro digital que tem o Governo em Roma foi realizado o trâmite.

O Santo Padre vai receber a sua nova documentação nos próximos dias no Vaticano já que solicitou não gozar de nenhum privilégio; seus novos documentos se realizaram de acordo com os canais administrativos tradicionais, assegurou o ministro.

"O Papa fez um trâmite como o que fazem todos os argentinos, no qual tirou uma foto digital, impressão digital e sua assinatura em uns 15 minutos; e nos próximos dias o estará recebendo na Domus Santa Marta no Vaticano, onde declarou residência”, explicou.

"Este novo gesto do Papa para com o nosso país nos enche de orgulho”, reconheceu Randazzo, que recordou que Francisco conta com um passaporte do Vaticano desde que começou o seu pontificado, no passado 19 de março.

A Cidade do Vaticano não tem controle de imigração, porém, ainda assim emite passaportes. O Santo Padre sempre tem o passaporte n º 1.

Ao contrário de outros países, a cidadania do Vaticano não é herdada pelos pais com o nascimento, nem se adquire nascendo na Cidade do Vaticano (que de fato não tem uma maternidade).

É com base no critério de residência estável na Cidade do Vaticano, ou seja, depende do desempenho de certas funções em nome da Santa Sé.

O termo "Passaporte do Vaticano", portanto, refere-se ao passaporte emitido pela Santa Sé ou pela Cidade do Vaticano. O Estado pode concedê -los normalmente para os seus cidadãos. A Santa Sé concede passaportes pessoais, diplomáticos e de serviço.

(Trad.TS)