O Papa recebe em audiência os participantes da XX Assembléia Plenária do Pontifício Conselho para a família

A promoção da família cristã é parte essencial da nova evangelização

| 1031 visitas

CIDADE DO VATICANO, sexta-feira, 2 dezembro, 2011 (ZENIT.org) – A promoção da família cristã é parte essencial da nova evangelização. Foi o que destacou ontem, o Papa Bento XVI na audiência aos participantes da XX Assembléia Plenária do Pontifício Conselho para a Família.

A Assembléia, que começou terça-feira, 29 de novembro, e terminou hoje, foi realizada no XXX aniversário da Exortação Apostólica Familiaris Consortio e da instituição do Pontifício Conselho para a Família por parte do Beato João Paulo II.

"A nova evangelização depende em grande parte da Igreja doméstica", exortou Bento XVI, lembrando que hoje, como no passado o "eclipse de Deus, a propagação de ideologias contrárias à família e a degradação da ética sexual estão ligados entre eles ".

É portanto necessário dar de novo vigor à família, porque ela é "caminho da Igreja" e "espaço humano" do encontro com Cristo. A família fundada sobre o Matrimónio sacramental é uma “comunidade salva e salvante, evangelizada e evangelizante”. "A acolhida e a transmissão do amor divino - continuou o Papa - são realizadas no compromisso mútuo dos esposos, na procriação generosa e responsável, no cuidado e na educação dos filhos, no trabalho e nas relações sociais, na atenção aos necessitados, na participação nas atividades eclesiais, no compromisso civil”. A família é também "um dos lugares-chave em que se vive e se educa no amor, na caridade", acrescentou.

Depois o Santo Padre lembrou o último Congresso Eucarístico Italiano no qual ele mesmo teve a ocasião de exortar os cônjuges e famílias a cumprir seu papel como evangelizadores "seja com o testemunho de vida que com a participação às atividades pastorais".

"Há algumas áreas - continuou o Papa – nas quais são particularmente urgentes o protagonismo das famílias cristãs em colaboração com os sacerdotes, e sob a orientação dos bispos". Entre estas, citou "a educação das crianças, adolescentes e jovens ao amor", "a preparação dos noivos para o casamento com um itinerário de fé" e "as experiências associativas com fins de caridade, educação e engajamento cívico".

Tendo em vista o VII Encontro Mundial das Famílias, programado em Milão do 30 de maio ao 03 de junho de 2012, Bento XVI elogiou o encontro como "uma grande alegria de encontrar-se juntos, orar e celebrar com as famílias vindas de todo o mundo".

Convidou, portanto, as famílias de Milão e da Lombardia "a abrirem as portas das suas casas para acolherem os peregrinos que virão de todo o mundo. Na hospitalidade - acrescentou - experimentarão alegria e entusiasmo: é bom fazerem novos conhecidos e amizades, narrarem a experiência de família e de fé".

O Papa, enfim, exortou as famílias participantes do encontro Mundial de Milão para realizarem "um adequado percurso de preparação eclesial e cultural, para que o evento seja bem sucedido e capaz de envolver concretamente as comunidades cristãs ao redor do mundo."