O papa se encontrará em junho com a Renovação Carismática

O pontífice participará da 37ª Convocação Nacional do movimento na Itália, com o tema "Convertei-vos! Acreditai! Recebei o Espírito Santo!"

Roma, (Zenit.org) Redacao | 1348 visitas

A Renovação Carismática (RC), que acaba de encerrar na cidade de Fiuggi a sua VIII Assembléia Nacional na Itália (24 a 26 janeiro de 2014), anunciou que o papa Francisco participará da XXXVII Convocação da Renovação, em Roma, no Estádio Olímpico, nos dias 1º e 2 de junho, com o tema “Arrependei-vos! Acreditai! Recebei o Espírito Santo! (cf. At 2, 38-40) - Por uma Igreja ‘em partida’ missionária”.

Os membros da Renovação Carismática se enchem de gratidão diante desta notícia extraordinária, oficializada pela Secretaria de Estado do Vaticano ao presidente da RC. Já é grande a mobilização inclusive de sacerdotes e fiéis leigos que não são membros da Renovação e que, agradecidos pela oportunidade, desejam participar desse grande evento de oração e de evangelização organizado pela Renovação em resposta ao desejo do papa Francisco de colocar a Igreja "em partida" missionária para testemunhar a alegria do evangelho.

A presença do papa Francisco em uma Convocação do Movimento será um fato histórico, sem precedentes na história da Renovação. E acontece no ano em que, ao transferir este evento eclesial da Feira de Rimini para o Estádio de Roma, a RC deseja enfatizar a sua vontade de apoiar o Santo Padre na obra de "renovação eclesial", inserindo a sua própria experiência espiritual ainda mais no coração da Igreja e no serviço ao mundo, com base nas diretrizes que o pontífice expressou eloquentemente na exortação Evangelii Gaudium.

Também será a primeira vez que o papa Francisco entra em um dos "areópagos" do nosso tempo, em um dos marcos da capital [italiana], para se unir aos 50.000 fiéis esperados, que virão de toda a Itália e do mundo.

Além da presença especial do Santo Padre, muitos convidados relevantes para a história e para a vida do Movimento já confirmaram a sua participação na Convocação de Roma: o cardeal Angelo Comastri, vigário do papa para a Cidade do Vaticano; o cardeal Agostino Vallini, vigário do papa para a Diocese de Roma; o cardeal Rylko, presidente do Pontifício Conselho para os Leigos; o pe. Raniero Cantalamessa, pregador da Casa Pontifícia e "embaixador" da Renovação no mundo; a Sra. Briege McKenna, religiosa comprometida no ministério da cura; o pe. Kevin Scallon, do ministério da cura; Ralph Martin, testemunha das origens da Renovação e conhecido pelo seu ministério da pregação; Patty Gallagher Mansfield, testemunha das origens da Renovação e do ministério de intercessão; Michelle Moran, presidente do ICCRS (International Catholic Charismatic Renewal Services); Gilberto Gomes Barbosa, presidente da CFCCCF (Catholic Fraternity of Charismatic Covenant Communities and Fellowships).

Salvatore Martinez , presidente da RC, comentou sobre o evento: "A notícia da presença do Santo Padre na Convocação da Renovação me suscita a gratidão amorosa de um filho que vê o cuidado, o afeto, a força, a liberdade do pai. Por ocasião da minha audiência privada com o papa Francisco, em 9 de setembro, considerando as atividades do Movimento, nós falamos sobre a nossa Convocação. O papa estava informado e manifestou a vontade de participar".

"A notícia ficou em segredo até a véspera de Natal, quando recebemos a comunicação oficial da Secretaria de Estado. Hoje tornamos o anúncio público, juntamente com o programa extraordinário da Convocação. É importante lembrar que, desde o início do seu pontificado, e agora através do documento programático para a Igreja, a exortação Evangelii Gaudium, o papa Francisco evoca a alegria da experiência de Cristo vivo, a beleza da oração de adoração, de intercessão e de louvor, o primado da graça no povo de Deus, a força espiritual que emana no anúncio kerigmático. São estes elementos que estruturam o caminho da Renovação Carismática, que significam a sua história e novidade há mais de 45 anos. O papa está bem ciente , pois acompanhou a Renovação na Argentina como representante do episcopado".

Martinez conclui: "Com toda a humildade, queremos nos tornar, ainda mais, uma realização dos desejos do coração do papa em vista de uma nova evangelização, a serviço das nossas igrejas locais e por uma nova presença dos cristãos no mundo. A Convocação, além disso, cairá nos dias da vigília de Pentecostes, de modo que gostaríamos de fazer do Estádio Olímpico de Roma um grande ‘cenáculo a céu aberto’ para invocar uma nova efusão do Espírito. Preparemo-nos, portanto, com grande cuidado para este evento especial da graça, em que daremos grande destaque aos doentes, aos pobres, aos jovens, às famílias, convidando todos para participar".