O papa vê no bicentenário da catedral da Cidade do México uma oportunidade de forte estímulo espiritual

Francisco envia carta ao cardeal Norberto Rivera por ocasião da celebração

Roma, (ZENIT.org) Staff Reporter | 561 visitas

Ao chegar o 200º aniversário do final da construção da catedral da Cidade do México, neste próximo dia 15 de agosto, o papa Francisco definiu o evento como "uma oportunidade de forte estímulo espiritual para uma renovação do compromisso missionário".

Em mensagem ao cardeal Norberto Rivera, arcebispo da Cidade de México e primaz do país, o papa exorta os fiéis a alimentarem a esperança que vem da fé, dedicando um pensamento especial aos jovens, que são "uma janela aberta para a alegria e para o entusiasmo".

Da história desta igreja, escreve o papa, podemos extrair algumas lições para a nossa vida cristã. Assim, Francisco convida os fiéis a "recolherem o melhor desta herança espiritual".

Ele destaca na mensagem que a celebração "deve ser vista como uma oportunidade de conversão e um forte estímulo espiritual para assumir com alegria a tarefa de todo batizado de ser discípulo e missionário de Cristo", e acrescenta que, da Eucaristia, recebemos a força para dar testemunho do amor de Jesus em todos os ambientes, especialmente no meio dos mais pobres. Ao mesmo tempo, devemos "aceitar o desafio de olhar para o futuro com esperança". O santo padre insiste também na exortação a não deixar que "ninguém nos roube a esperança"; em vez disto, ele convida a alimentá-la.

Francisco deseja que "a Palavra de Deus que ressoa na catedral se enraíze no coração das crianças e dos jovens, que são uma porta aberta para a alegria e para o entusiasmo".

Sobre os jovens, ele agrega que "devemos dar a eles o melhor que temos: Cristo, o Salvador e Amigo que nunca nos abandona". Fazendo referência à função dos pais, Francisco recorda que eles "não devem deixar de cumprir o dever da educação cristã dos filhos, contando não apenas com as próprias energias, mas, principalmente, com o apoio da oração".

O pontífice encerra a mensagem confiando todos os fiéis mexicanos ao abraço materno de Nossa Senhora de Guadalupe e pedindo que rezem por ele.