O quarto dos Dez Mandamentos da Lei de Deus

Catequese do Pe. Reginaldo Manzotti

| 1388 visitas

CURITIBA, sexta-feira, 3 de agosto de 2012 (ZENIT.org) -Honra teu pai e tua mãe para que se prolonguem seus dias na terra (Dt 5, 16).

No Evangelho de Lucas encontramos o seguinte texto a respeito de Jesus: “Em seguida, desceu com eles a Nazaré e lhes era submisso. Sua mãe guardava todas estas coisas no seu coração. E Jesus crescia em estatura, em sabedoria e graça, diante de Deus e dos homens.” (Lc 2, 51).

Esse mandamento está expresso de uma forma positiva de deveres a cumprir. Não deixa de ser um respeito à vida. Diz diretamente aos filhos em suas relações com o pai e a mãe, e, diz também em relação ao parentesco com os membros da família.

Honrar pai e mãe significa prestar honra, afeto. É também dar afeto e reconhecimento aos avós, aos antepassados.

São os deveres de um aluno para com o professor; dos empregados para com os padrões.

Os deveres, o respeito para com os pais; deveres para com os tutores, nos dão frutos espirituais e temporais como paz e prosperidade.

A não observância desse mandamento traz danos à família e, neste contexto, temos que entender que a família é um valor. É a célula da vida social. É algo sagrado. O quarto mandamento fala justamente da responsabilidade para com os deficientes da família.

O termo família implica cuidado, responsabilidade dos jovens para com os mais velhos, pois lugar de idoso não é no asilo, mas sim no convívio familiar.

Lembremos que o esse mandamento é uma luz no meio de uma sociedade de profundas sombras. A família é a garantia de uma sociedade sadia. Os deveres dos filhos são: respeito filial aos pais, docilidade à obediência, guardar os preceitos dos pais, respeitar as instruções.

A Palavra de Deus nos diz: “Guarda, filho meu, os preceitos de teu pai, não desprezes o ensinamento de tua mãe. Traze-os constantemente ligados ao teu coração e presos ao teu pescoço. Servir-te-ão de guia ao caminhares, de guarda ao dormires e falarão contigo ao despertares (Pr 6, 20-22).” E, ainda: “Um filho sábio escuda a disciplina do pai e o zombador não escuta a reprimenda (Pr 13, 1)”.

Quando um filho viver na casa dos pais deve obedecer e os pais devem visar o bem dos filhos e da família. “Filhos, obedecei em tudo a vossos pais, porque isto agrada ao Senhor (Cl 3,20).”

Os pais são os primeiros responsáveis pela educação dos filhos e não devem passar esta responsabilidade a outros. Os pais devem lidar com os filhos não como seus, mas filhos de Deus, respeitando-os como pessoas humanas. O lar é um ambiente natural para o ser humano. Na solidariedade e na cidadania é função dos pais evangelizarem os filhos. A educação para a fé, por parte dos pais, deve começar na mais tenra infância. Os filhos devem ser providos nas necessidades físicas e espirituais.

Padre Reginaldo Manzotti é coordenador da Associação Evangelizar é Preciso e pároco da Igreja Nossa Senhora de Guadalupe, em Curitiba. Apresenta diariamente programas de rádio e TV que são retransmitidos para milhares de emissoras do país e exterior. Site: www.padrereginaldomanzotti.org.br.