O rei da Espanha destaca as virtudes dos dois novos santos

Dom Juan Carlos e Dona Sofia, rei e rainha da Espanha, oferecem jantar na embaixada do país perante a Santa Sé por ocasião da canonização

Roma, (Zenit.org) Rocio Lancho García | 273 visitas

Os reis da Espanha, Juan Carlos e Sofia, foram a Roma para participar da cerimônia de canonização dos santos João XXXIII e João Paulo II. Na noite do sábado, eles promoveram um jantar na Embaixada da Espanha perante a Santa Sé durante o qual, no brinde, o rei destacou que João XXIII foi um "homem bondoso e afável" e ressaltou a "capacidade de conexão de João Paulo II com os jovens".

O arcebispo de Madri, Antonio Maria Rouco Varela, foi o encarregado de abençoar a mesa. Em seguida, o rei falou aos presentes. Em seu breve discurso, Juan Carlos falou dos "vínculos da Igreja católica e do papado com a Espanha" e destacou "as altas virtudes dos papas que serão canonizados". Ambos, disse, "demonstraram seu amor pela Espanha e o compromisso com os fiéis espanhóis".

O rei também dedicou palavras ao pontífice atual, de quem destacou "a sensibilidade social e a capacidade para reconhecer a realidade internacional". Finalmente, manifestou seu afeto e apreço por Bento XVI, recordando as várias ocasiões em que ele visitou a Espanha.

Estiveram presentes no jantar, entre outros, o arcebispo de Valladolid e presidente da Conferência Episcopal Espanhola (CEE), dom Ricardo Blázquez Pérez; o vice-presidente da CEE, dom Carlos Osoro; o secretário geral e porta-voz da CEE, José Maria Gil Tamayo. Também participaram os cardeais Antonio Maria Rouco Varela, Carlos Amigo Vallejo, Lluís Martínez Sistach, Santos Abril e Castelló e Antonio Cañizares, bem como os embaixadores espanhóis Eduardo Gutiérrez Sáenz de Buruaga, perante a Santa Sé, Javier Elorza Elorza Cavengt, perante a Itália.

Antes do jantar, os reis da Espanha saudaram toda a delegação espanhola formada por 40 pessoas, incluindo ministros de Estado e o ex-porta-voz do João Paulo II, Joaquín Navarro Vals, que é espanhol.