O roubo dos documentos do papa

Julgamento de Claudio Sciarpelletti: técnico informático é acusado de encobrimento

| 910 visitas

CIDADE DO VATICANO, terça-feira, 6 de novembro de 2012 (ZENIT.org) – Foi agendada para o próximo sábado, 10 de novembro, às 9 horas, a retomada do processo penal que está em curso no Tribunal Vaticano contra Claudio Sciarpelletti, técnico informático da Secretaria de Estado, acusado de encobrimento no caso de Paolo Gabriele, ex-mordomo do papa, já julgado por roubo e divulgação de documentos sigilosos de Bento XVI.

Sciarpelletti foi incluído no processo em 13 de agosto, mas seu caso foi separado do de Paolo Gabriele por ordem pronunciada na audiência de 29 de setembro.

A primeira audiência aconteceu na manhã de ontem, segunda-feira, 5 de novembro. Sciarpelletti é julgado por um colégio integrado por três membros: o presidente Giuseppe Dalla Torre e os juízes Paolo Papanti-Pelletier e Venerando Marano. A acusação é do promotor de justiça Nicola Picardi.

O acusado, que estava presente na audiência de ontem, é defendido pelo advogado Gianluca Benedetti. Ao abrir os procedimentos, Benedetti apresentou uma série de exceções sobre as quais o tribunal se pronunciou, estabelecendo a remissão da causa à data mencionada.

(Trad.ZENIT)