O Santo Padre incentiva o bispo de Lérida a continuar o projeto em favor das famílias despejadas na Espanha

Dom Piris concelebrou a eucaristia com o papa Francisco na Casa Santa Marta

Roma, (Zenit.org) Redacao | 421 visitas

O papa Francisco incentivou o bispo de Lérida, Espanha, dom Joan Piris, a continuar trabalhando no Projeto de Moradias Sociais do Seminário para famílias despejadas e em risco de exclusão social no país. No último sábado, 21 de setembro, o santo padre ouviu no Vaticano, diretamente do bispo, a apresentação desta iniciativa que está sendo realizada com um grupo de voluntários.

Adelante, adelante! É dessas coisas que precisamos hoje em dia”, animou-os o Santo Padre, de acordo com as palavras do próprio bispo divulgadas no site da diocese espanhola.

Dom Piris aproveitou o encontro com o papa, logo depois da missa na Casa Santa Marta, para lhe entregar um documento preparado pelos voluntários que trabalham no projeto, explicando a história e a evolução desta iniciativa social. “Foram eles que me sugeriram aproveitar o encontro para falar disso, porque o papa Francisco pediu, há poucos dias, que os conventos e edifícios da Igreja atualmente desocupados fossem usados pelos mais necessitados. Nós já estamos fazendo isso há oito meses”, explica o bispo.

“Entreguei a pasta e ele se interessou muito, fez perguntas para conhecer detalhes do projeto e se alegrou. E quando ele viu a foto dos quarenta voluntários que se comprometeram desde o início, me disse o seguinte: ‘Estou vendo que vocês são uns quantos, mas quanto mais gente você envolver, muito melhor”, conta o prelado.

Foi então que o papa Francisco o animou a continuar trabalhando no projeto. “Adelante, adelante! É dessas coisas que precisamos hoje em dia. Os pobres são a carne de Cristo. Vamos ajudá-los! Vamos lá!”.

Piris acredita que o projeto das moradias sociais do seminário não é apenas uma casualidade. “Eu acredito que Deus está nos chamando e que nós estamos dando uma resposta. Por isso, eu peço e incentivo os voluntários a continuarem colaborando, a tocarem o projeto adiante. São eles que o dirigem. Eu os incentivo a divulgá-lo e a procurar mais gente para materializá-lo”, comenta.

A viagem do bispo de Lérida ao Vaticano aconteceu na semana passada por ocasião da Assembleia Plenária do Conselho Pontifício para as Comunicações Sociais, que abordou a ação evangelizadora através da rede mundial de computadores.