O Santo Padre nomeia comissão para estudar reforma do IOR

Padre Lombardi: Não será um ente de controle do Instituto para as Obras de Religião, mas de informação para o Papa

Cidade do Vaticano, (Zenit.org) Redacao | 317 visitas

O papa Francisco instituiu uma comissão pontifícia para conhecer melhor a posição jurídica e as atividades do Instituto para as Obras de Religião (IOR) com a finalidade de conseguir uma melhor harmonia do IOR com a missão da Igreja universal e da Sé Apostólica.

O Santo Padre instituiu nesta segunda-feira a comissão, com uma carta escrita e a mesma entra no contexto mais amplo das reformas que o santo padre está estudando sobre as instituições que prestam assistência à Sé Apostólica.

O porta-voz da Assessoria de Imprensa do Vaticano, padre Federico Lombardi, indicou que a comissão não é um ente de controle do IOR, mas “um organismo que estudará e informará o papa” e que “está inserido nas reformas que o santo padre quer realizar”.

A comissão começará o seu trabalho em breve e enquanto o realiza, as atividades do IOR se desenvolvem normalmente.

A comissão é presidida pelo cardeal Raffaele Farina, quase 80 anos, salesiano, que era responsável pela Biblioteca Apostólica e pelo Arquivo Secreto Vaticano, onde fez importantes reformas, uma pessoa meticulosa e discreta.

A notícia foi anunciada esta manhã pela Secretaria de Estado com o seguinte comunicado:

"O Santo Padre nomeou uma Comissão Pontifícia Referente sobre o Instituto para as Obras de Religião com um Quirógrafo do 24 de Junho.

Como pode ser visto no texto do Quirógrafo publicado hoje, a oportunidade de estabelecer uma Comissão Referente, surgiu do desejo do Santo Padre de conhecer melhor a posição jurídica e as atividades do Instituto para permitir uma melhor harmonia do mesmo com a missão da Igreja universal e da Sé Apostólica, no contexto mais amplo das reformas que sejam oportunas realizar nas Instituições que prestam assistência à Sé Apostólica.

A Comissão tem como objetivo recolher informações sobre o funcionamento do Instituto e apresentar os resultados ao Santo Padre.

Conforme especificado no Quirógrafo, durante o trabalho da Comissão, o Instituto continua a operar de acordo com Quirógrafo de 1990, que o erigiu, salvo outras disposições do Santo Padre.

A finalidade e as competências da Comissão são descritas com mais detalhes no mesmo Quirógrafo.

Os membros da Comissão são o cardeal Raffaele Farina, Presidente; o cardeal Jean-Louis Pierre Tauran, Membro; o bispo Juan Ignacio Arrieta Ochoa de Chinchetru, Coordenador; monsenhor Peter Bryan Wells, Secretário e a Professora Mary Ann Glendon, Membro. A Comissão começa seu trabalho nesses dias.

O Santo Padre deseja uma colaboração feliz e produtiva entre a Comissão e o Instituto".