O tempo dos leigos no tempo de Deus

Revista "Cenáculo" e a Associação de Estudantes da Faculdade de Teologia de Braga promovem a XXV edição das Jornadas Teológicas

Braga, (Zenit.org) | 435 visitas

A revista "Cenáculo" e a Associação de Estudantes da Faculdade de Teologia de Braga vão promover, entre os dias 22 e 24 de abril, a XXV edição das Jornadas Teológicas, subordinadas, este ano, à reflexão acerca do lugar dos leigos na Igreja e no mundo, associando-se às comemorações do cinquentenário da abertura do Concílio Vaticano II.  

Esta iniciativa, que se realiza na Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa, situada na rua de Santa Margarida, vai decorrer diariamente a partir das 21h30, tendo entrada gratuita.

O programa do primeiro serão vai contar com a presença de D. António Marcelino, Bispo Emérito de Aveiro e antigo presidente da Conferência Episcopal Portuguesa, que fará uma síntese acerca da evolução do papel dos leigos na Igreja, desde o concílio Vaticano II até à atualidade.

Na segunda sessão, que vai decorrer no dia 23, vai realizar-se uma mesa redonda com testemunhos de leigos de quatro arciprestados da Arquidiocese de Braga. Entre os convidados estão Eduardo Madureira Lopes, do arciprestado de Braga; Maria Helena Aguiar, do arciprestado de Vila Nova de Famalicão; Hugo Fernandes, do arciprestado de Barcelos; e José Marques Fernandes, do arciprestado de Vieira do Minho. O objetivo desta sessão é explorar a realidade da Arquidiocese, no que concerne ao papel dos leigos.

O programa do último dia destas jornadas teolo?gicas, que acontece na quinta-feira, dia 24, vai centrar-se na reflexão sobre “a inserção dos leigos na vida sociopolítica”. Esta conferência vai estar a cargo de Francisco Sarsfield Cabral, especialista em assuntos económicos e políticos e jornalista português.

O mote destas jornadas, que já vai na 25.ª edição, vai ser dado pela expressão “O tempo dos leigos no tempo de Deus”, esperando uma adesão positiva dos católicos bracarenses e da comunidade em geral.

 A noticia foi divulgada pelo Departamento Arquidiocesano de Comunicação Social de Braga.