O tuíte e os telegramas do Santo Padre no avião a caminho da Terra Santa

Francisco pede orações pela sua peregrinação e envia mensagem aos presidentes da Itália, da Grécia, de Chipre e de Israel

Roma, (Zenit.org) Sergio Mora | 443 visitas

A bordo do Airbus A321 que o leva à capital da Jordânia, Amã, o papa Francisco enviou um tuíte em que escreve: “Queridos amigos, peço que me acompanhem com a sua oração durante a minha peregrinação à Terra Santa”.

Pouco antes de embarcar, ele tinha enviado uma mensagem ao presidente da Itália, Giorgio Napolitano. Nesse telegrama, Francisco escreveu: “No momento em que me encaminho para a minha peregrinação à Terra Santa, cinquenta anos depois da histórica viagem do venerável Paulo VI, com a finalidade de rezar pela justiça e pela paz e de animar o diálogo inter-religioso, desejo dirigir a você, Presidente, e a todo o povo italiano, a minha cordial saudação, à qual acrescento meus sinceros desejos de bem espiritual e social para a querida Itália”.

Ainda do avião foram enviados mais três telegramas: ao presidente da Grécia, Karolos Papoulias, ao de Chipre, Nicos Anastasiades, e ao do Estado de Israel, Shimon Peres, por ocasião da passagem da aeronave pelo espaço aéreo de cada um desses países. O papa menciona em todos os casos a sua peregrinação à Terra Santa e lhes deseja as bênçãos de Deus.

Enquanto isso, no aeroporto internacional Ben Gurion, em Israel, o embaixador do Vaticano no país, o núncio apostólico Giuseppe Lazzarotto, juntamente com o presidente da companhia aérea El-Al, Israel Air Lines, participaram da afixação do escudo papal no Boeing 777 da empresa, que levará o Santo Padre de volta para a Itália no voo LY 514, que partirá nesta segunda-feira pela noite.

Esta é a segunda viagem do Santo Padre fora da Itália. A primeira foi a vinda ao Brasil em julho do ano passado para a Jornada Mundial da Juventude.

É a quarta viagem de um papa à Terra Santa, depois das peregrinações de Paulo VI em 1964, de João Paulo II no ano 2000 e de Bento XVI em 2009.