Óbolo de São Pedro recolheu no último ano mais de 100 milhões de dólares

| 1056 visitas

CIDADE DO VATICANO, terça-feira, 3 de julho de 2007 (ZENIT.org).- No ano de 2006, o Óbolo de São Pedro (as ofertas dos fiéis de todo o mundo a favor das obras de caridade do Papa) recolheu mais de cem milhões de dólares americanos, quase 75 milhões de euros.



Os dados constam em um comunicado difundido pelo Conselho dos Cardeais para o Estudo dos Problemas Organizacionais e Econômicos da Santa Sé, que se reuniu no Vaticano nesta segunda-feira.

No encontro, explica a nota, apresentou-se «a evolução do Óbolo de São Pedro, constituído pelo conjunto de ofertas das Igrejas particulares, recolhidas por motivo da solenidade dos santos Pedro e Paulo, dos institutos de vida consagrada, das fundações, e dos fiéis individualmente».

«No ano 2006, em seu conjunto, foram 101.900.192,71 dólares americanos (aproximadamente 74.857.979 euros), que o Sumo Pontífice destinou às exigências de seu ministério ao serviço da Igreja universal», revela o comunicado.

O aumento deste último ano foi notável. No ano de 2005, o Óbolo de São Pedro havia recebido doações por um total de 59.441.654,64 dólares.

Dom Tullio Poli, diretor da Sala do Óbolo de São Pedro da Santa Sé, explicou em uma nota enviada a Zenit que «entre as muitas obras apoiadas pelo Óbolo no ano 2006, podemos recordar as ajudas a vítimas de guerras e catástrofes naturais, refugiados e imigrantes; assim como a jovens que ficaram órfãos pelo genocídio, a guerra ou pela Aids na África, centros de saúde nos Bálcãs e no Cáucaso».

Entre as obras realizadas graças ao Óbolo, encontra-se a Cidade dos Jovens «Nazaré» em Mbare (Ruanda), o hospital São Vicente de Paula em Sarajevo, a aldeia para órfãos da Aids no Quênia, o hospital «Redemptoris Mater» na Armênia, as atividades da Fundação «Populorum progressio» para os camponeses e os indígenas da América Latina e da Fundação João Paulo II para o Sahel.

Pode-se receber mais informação sobre o Óbolo de São Pedro escrevendo a obolo.sp@segstat.va.