Ordenaçao de 35 novos sacerdotes do Opus Dei ao vivo pela web

Amanhã, direto pelo site www.opusdei.it

| 2021 visitas

ROMA, sexta-feira, 4 de maio, 2012 (ZENIT.org) - Amanhã à tarde, sábado, 5 de maio, D. Javier Echevarría, prelado do Opus Dei, dará a ordenação sacerdotal a 35 diáconos da Prelazia. A cerimônia será realizada em Roma, na Basílica de Santo Eugênio às 16h00.


Os novos sacerdotes vêm de Argentina, Benin, Bolívia, Brasil, Colômbia, Filipinas, Itália, Quênia, México, Peru, Polónia, Espanha e Suíça. Será possivel acompanhar a cerimônia ao vivo pela Internet, através do site do Opus Dei. Neste link estão as informações sobre a lista dos ordenados e sobre a transmissão  http://www.opusdei.it/art.php?p=48723~~HEAD=NNS.

Entre os novos sacerdotes está o médico italiano Giovanni Zaccaria, nascido em Roma há 33 anos. Ele estudou Medicina na Universidade de Verona, onde viveu por vários anos e onde obteve sua especialização em Cardiologia.

Como você passa de médico a sacerdote? "É Deus quem guia você - diz ele - olhando para trás no tempo eu percebi que havia um fio contínuo que me trouxe até aqui. Deus me colocou diante de pessoas que me precederam na doação: minha mãe, com uma carreira de bióloga deixou tudo para cuidar da família; o padre da minha paróquia, que eu ajudava durante a missa; os médicos que cuidaram do câncer de minha mãe. Neles Deus mostrou-me sua vontade, pouco a pouco”. O texto completo do testemunho de Giovanni Zacaria está disponível em: Http://www.opusdei.it/art.php?p=48747

Um dos mais jovens a ser ordenado é Janvier Mahougnon Gbenou, que nasceu no Benin há 31 anos. É o primeiro fiel do Opus Dei do país a receber o sacerdócio. Quando perguntado "você está com medo de se ordenar sacerdote?" Janvier respondeu: "Não, não. Pelo contrário, eu tenho três motivos para estar traqnuilo. O primeiro é saber que me ajudam as orações de muitos cristãos. O segundo é que, uma vez ordenado, devo ter o cuidado de transmitir a mensagem e a graça de Cristo. Transmitir, e não inventar ou improvisar. O que eu darei não será meu, mas de Cristo. Enfim, me sinto seguro porque eu sei que estou nas mãos da Virgem Maria, a Mãe de todos os sacerdotes”. O trabalho apostólico da Prelazia em seu país ainda não começou de uma forma estável.

Entre os mais idosos desta nova safra de sacerdotes é Mario Pagani, de 54 anos, engenheiro, nascidoem Ramos Mejia, Argentina. Ele trabalhou como engenheiro por18 anos na Bolívia, dirigindo duas ONGs especializadas em apoio aos agricultores e pecuaristas do planalto. "No planalto boliviano - diz - muitos agricultores não conseguem boas colheitas por falta de conhecimento sobre agricultura e sistemas de irrigação.

Por este motivo criamos a ONG Ayni, que na língua local significa "ajuda conjunta". A idéia era que os camponeses, com as nossas recomendações, ajudassem uns aos outros em benefício de todos”. Refletindo sobre seu futuro como sacerdote, diz: "Deus quer que transmitamos a muitas pessoas a felicidade que vem Dele. Isto é o que desejo como sacerdote: dividir entre os homens os dons que o Senhor distribui através de seus sacerdotes"