Ordenações realizadas pela FSSPX são ilegítimas

Esclarecimento do Pe. Federico Lombardi

| 1764 visitas

CIDADE DO VATICANO, terça-feira, 5 de julho de 2011 (ZENIT.org) – As quatro ordenações sacerdotais realizadas no último fim de semana na localidade alemã de Zaitzkofen, por um dos bispos da Fraternidade Sacerdotal São Pio X (FSSPX), separada da comunhão com Roma, são ilegítimas, esclareceu hoje o porta-voz da Santa Sé, Federico Lombardi SJ.

O diretor da Sala de Imprensa respondeu assim às perguntas de vários jornalistas sobre estas ordenações sacerdotais, realizadas pelo bispo Bernard Tissier de Mallerais, um dos quatro bispos da Fraternidade São Pio X.

Diante desta situação, afirmou Lombardi, “não resta mais do que afirmar o que já foi declarado em situações análogas do passado, ou seja, reenviar o afirmado pelo Santo Padre em sua Carta aos Bispos da Igreja Católica, de 10 de março de 2009”.

“Enquanto a Fraternidade (São Pio X) não tiver uma posição canônica na Igreja, seus ministros não podem exercer ministérios legítimos nela”, destacou Lombardi.

E acrescentou: “Enquanto as questões que concernem à doutrina não forem esclarecidas, a Fraternidade não tem nenhum estado canônico na Igreja”.

“As ordenações são, portanto, consideradas ilegítimas”, concluiu.

Neste ano, a FSSPX já realizou 20 ordenações sacerdotais.