Os 26 anos da Cruz dos Jovens

Sua força “provocadora” continua sendo descoberta

| 1508 visitas

CIDADE DO VATICANO, sexta-feira, 23 de abril de 2010 (ZENIT.org).- Há 26 anos, João Paulo II entregou aos jovens uma Cruz, para que a levassem pelas ruas do mundo, e hoje sua força é redescoberta, constatou o bispo Josef Clemens, secretário do Conselho Pontifício para os Leigos.

O prelado alemão celebrou este aniversário com uma Eucaristia ontem, no Centro Internacional Juvenil São Lourenço, criado por João Paulo II em 1983, junto à Praça de São Pedro.

A Cruz foi entregue pelo Papa aos jovens do mundo inteiro durante a 1ª Jornada Mundial da Juventude (JMJ), realizada em 1984.

"As recentes controvérsias sobre a presença do crucifixo nos edifícios públicos, nas escolas e hospitais nos permitiram compreender a capacidade ‘provocadora' da Cruz de Cristo", afirmou Dom Clemens na homilia.

Esta capacidade de provocação para as novas gerações é demonstrada no vídeo "O poder da cruz", preparado pelos jovens do Centro São Lourenço, em colaboração com a agência H2onews (www.h2onews.org) e a Escola de Evangelização da Comunidade Emmanuel de Roma. O vídeo foi apresentado após a Missa de ontem.

Segundo Dom Clemens, a cruz "é cada vez mais um ‘sinal de contradição', um interrogante que exige respostas por parte dos ‘diáconos da palavra' e, em nossos dias, exige ainda mais respostas dos ‘diáconos da vida cristã'".

O documentário incentiva os jovens a descobrirem este grande dom à humanidade. Através do testemunho de 17 protagonistas, o vídeo narra não somente a história da cruz das JMJ, mas sobretudo a potência que se manifesta nela e o amor à humanidade que levou Cristo a aceitar a morte.

A perda de um amigo, a falta do pai na família, a perda de um filho não-nascido, entre outras, são histórias verdadeiras que as jovens testemunhas enfrentaram em sua vida. Somente em Cristo e em sua Cruz puderam encontrar o verdadeiro perdão, a reconciliação, a paz e a alegria.

"Quando os jovens vêm venerar a cruz com grande fé, seus corações são tocados - afirma o Pe. Eric Jacquinet, diretor do Centro São Lourenço e encarregado de preparar a JMJ de Madri 2011. Para alguns, a veneração da cruz representa o momento mais importante da peregrinação a Roma."

O documentário, disponível em italiano, inglês, francês, espanhol, alemão e polonês, foi projetado para converter-se em um instrumento de evangelização, comunicando aos jovens o mistério da Cruz.

Este material será utilizado para acolher grupos e pessoas no Centro São Lourenço e acompanhará a Cruz das JMJ em suas viagens pelas dioceses do mundo inteiro.