Padre Paulo Dall'Oglio ainda está vivo

A delegação italiana na Síria teria encontrado, há um mês, o jesuíta sequestrado em Damasco no dia 27 ​​de julho de 2013 e que está atualmente nas mãos do grupo jihadista Isis

Roma, (Zenit.org) Redacao | 214 visitas

Algumas semanas atrás, um site árabe lançou a notícia da sua morte, mas hoje veio a confirmação: padre Dall'Oglio, o jesuíta raptado na Síria no dia 27 de julho de 2013, "ainda está vivo". Quem difundiu a notícia foi a agência de notícias AKI-Adnkronos International, tomando-a de fontes do Oriente Médio. De acordo com a edição online do jornal árabe Al Akhbar, publicado em Beirute, padre Dall'Oglio estaria nas mãos do Isis, o grupo jihadista sunita do Estado Islâmico do Iraque e do Levante.

Adnkronos também informa sobre um encontro acontecido entre o religioso e a delegação italiana, que visitou, há um mês, a região onde está preso. Isso teria sido relatado por fontes locais contatadas de forma exclusiva pela agência, embora a intelligence tenha respondido com um lacónico "sem comentários" sobre o assunto.

De fato, "a cautela é a ordem", desde que "os contatos estão em andamento". Neste delicadíssimo "jogo de xadrez" pela vida do jesuíta, “tenta-se evitar qualquer movimento que possa constituir uma perturbação vista como um potencial perigo” pelas franjas qaidiste que mantêm como refém padre Dall'Oglio. O objetivo é, de fato, "manter aberta uma janela a fim de obter a sua libertação". (Trad.TS)