Padres com menos de 65 anos não terão mais o título de 'Monsenhor'

Bergoglio aboliu a concessão da honorificência pontifícia para os sacerdotes seculares. O único título será o de Capelão de Sua Santidade

Roma, (Zenit.org) Redacao | 853 visitas

A recente notícia sobre a honorificência pontifícia demonstra o contínuo trabalho do Papa Francisco para a reforma do Clero. Aos padres seculares (não religiosos), ou seja, os padres da diocese que não pertencem a um Instituo religioso, com mais de 65 anos, poderá ser conferido o título de ‘Capelão de Sua Santidade’, e não mais o título de 'Monsenhor'.

A Secretaria de Estado comunicou a decisão às Nunciaturas Apostólicas em todo o mundo, pedindo que fossem informados todos os bispos de seus países. A medida imposta por Francisco, no entanto, não é retroativa: quem já possui o título de ‘Monsenhor’ não o perde. Conforme informações da Rádio Vaticana.

O Papa se inspirou nas reformas realizadas por Paulo VI em 1968, logo após o Concílio Vaticano II. Antes, existiam 14 ‘graus’ do título de ‘Monsenhor’; com Paulo VI, foram reduzidos a três: Protonotário Apostólico, Prelado de Honra de Sua Santidade e Capelão de Sua Santidade.

Os três reconhecimentos são concedidos pelo Papa, segundo indicação dos bispos, a sacerdotes cujo trabalho é particularmente importante para a Igreja.