Pais de Santa Teresinha serão beatificados dia 19 de outubro

Em Lisieux, por ocasião do Domingo Mundial das Missões

| 903 visitas

PARIS, domingo, 13 de julho de 2008 (ZENIT.org).- Os pais de Santa Teresinha do Menino Jesus, Louis e Zélie Martin, serão beatificados em Lisieux, no dia 19 de outubro de 2008, durante o Domingo Mundial das Missões (DOMUND).

A notícia foi anunciada oficialmente pelo prefeito da Congregação para as Causas dos Santos, cardeal José Saraiva Martins, no sábado 12 de julho, em Alençon (França).

Os pais de Santa Teresinha de Lisieux casaram-se na igreja de Nossa Senhora de Alençon, há 150 anos, em 13 de julho de 1853, motivo pelo qual o purpurado português viajou a Alençon e Lisieux em 12 e 13 de julho.

O anúncio do cardeal Saraiva Martins aconteceu ao final de sua conferência sobre a santidade dos esposos Martin, em Alençon, diante de centenas de pessoas, assim como na celebração eucarística que ele presidiu na igreja de Nossa Senhora, concelebrando com vários bispos.

Os corpos de Louis (1823-1894) e Zélie (1831-1877) Martin, proclamados veneráveis por João Paulo II em 1994, foram exumados de seu túmulo, situado ao pé da basílica de Lisieux, na segunda-feira, 26 de maio, com o objetivo de serem trasladados à basílica em setembro.

A criança italiana que deve sua cura à oração de intercessão dos esposos Martin, Pietro, que hoje tem 6 anos, esteve presente na cerimônia privada.

Em Verona (Itália), foi confeccionado o relicário no qual descansarão os restos dos futuros beatos.

Bento XVI assinou, em 3 de julho, o decreto de reconhecimento de um milagre atribuído à intercessão dos pais de Santa Teresinha de Lisieux.

Este reconhecimento abre o caminho para sua beatificação, juntos, como foi o caso, pela primeira vez na história, dos esposos Luigi Beltrame Quattrocchi e Maria Corsini, beatificados por João Paulo II em 21 de outubro de 2001. Era também uma Jornada Mundial das Missões.

Pietro Schiliro, o menino que experimentou o milagre, procede de Monza, cidade próxima a Milão. Nascido com uma má-formação dos pulmões, os médicos haviam dito que ele não poderia sobreviver.

Um carmelita, o Pe. Antonio Sangalli, sugeriu então aos pais que fizessem uma novena aos pais de Santa Teresinha, que perderam 4 filhos em terna idade, para obter a força de enfrentar o sofrimento.

Mas a mãe declarou que faria a novena (na verdade fez duas) para pedir a cura de seu filho.

Pietro, hoje, é uma criança em plena forma, que pôde ir a Lisieux com seus pais para agradecer Louis e Zélie Martin.

Santa Teresinha do Menino Jesus, co-padroeira mundial das missões, também foi proclamada doutora da Igreja por João Paulo II em uma Jornada Mundial das Missões, em 19 de outubro de 1997.