Panamá: encerrado o Encontro Inter-Religioso Ibero-Americano, da associação Religiões pela Paz

Foi analisado o papel das comunidades de fé na sociedade atual. O arcebispo do Panamá foi um dos principais conferencistas.

Roma, (Zenit.org) Redacao | 508 visitas

Terminou nesta quarta-feira, 2 de outubro, na Cidade do Panamá, o III Encontro Inter-Religioso Ibero-Americano, cujo tema foi “O papel das comunidades de fé na sociedade e na cultura dentro do âmbito ibero-americano no novo contexto mundial: contribuindo para uma sociedade mais justa e harmoniosa e para a uma cultura de valores e diversidade”.

O evento, organizado como preparação para a XXIII Cúpula Ibero-Americana de Chefes de Estado e de Governo, é organizado pela associação Religiões pela Paz-América Latina e Caribe, em parceria com o Grupo de Trabalho Estável das Religiões da Catalunha (GTER), com o apoio da Secretaria Geral Ibero-Americana (SEGIB) e com a cooperação do Comitê Inter-Religioso do Panamá (COIPA), do Ministério de Relações Exteriores do Panamá e do Parlamento Latino-Americano (Parlatino).

De acordo com os organizadores, o III Encontro Inter-Religioso Ibero-Americano "deseja trazer reflexões, experiências e recomendações, a partir das comunidades religiosas e das organizações baseadas na fé, em torno aos valores que cooperam para a configuração de sociedades mais justas e harmoniosas e de culturas com valores e diversidade".

Deste modo, pretendem-se "ressaltar os elementos fundamentais que agem nas mudanças políticas, sociais e econômicas do espaço ibero-americano".

O evento, iniciado nesta terça-feira, 1º de outubro, contou com a participação do deputado Elias Castillo, do organismo anfitrião; do rabino Gustavo Kraselnik, do COIPA; de Tomás Guardia, do Ministério de Relações Exteriores do Panamá; de Elias Szczytnicki, da Religiões pela Paz-América Latina e Caribe; do arcipreste Stravophor Joan García, do GTER, e de Doris Osterlof, da SEGIB.

A dissertação inaugural esteve a cargo de dom José Domingo Ulloa, arcebispo da Cidade do Panamá e presidente da Conferência Episcopal Panamenha, com o título “O papel das comunidades de fé na sociedade e na cultura dentro do âmbito ibero-americano no novo contexto mundial”.

A Religiões pela Paz-América Latina e Caribe reúne os representantes das principais comunidades religiosas da região, através do Conselho Latino-Americano e Caribenho de Líderes Religiosos, que é um dos cinco conselhos inter-religiosos regionais da rede mundial da Religiões pela Paz, cuja missão é promover ações comuns pela paz.

O GTER é a rede de confissões religiosas nascida na Catalunha, Espanha, com interação e âmbito estatal espanhol, que promove a paz e a harmonia entre as religiões, sendo um ponto de referência para o diálogo prático e para o trabalho conjunto.