Papa à “Papal Foundation”: caridade como testemunho da ressurreição

Os membros da fundação peregrinam a Roma

| 1164 visitas

CIDADE DO VATICANO, sexta-feira, 16 de abril de 2010 (ZENIT.org).- O Papa recebeu hoje em audiência, na Sala Clementina do Palácio Apostólico, os membros da Papal Fundation, que se encontram em Roma esta semana, em peregrinação.

Esta instituição, criada nos Estados Unidos em 1990 pelo falecido cardeal Johan Krol, arcebispo da Filadélfia, dedica-se a proporcionar os fundos necessários para as obras concretas de caridade do Papa.

Seu atual presidente é o cardeal Anthony Bevilacqua, arcebispo emérito da Filadélfia.

Diante dos presentes, o Papa quis recordar sua visita, há exatamente um ano, ao Santo Sepulcro de Jerusalém, durante a viagem oficial à Terra Santa.

"Lá proclamei que Cristo, ressuscitando a uma vida nova, ensinou-nos que o mal nunca tem a última palavra, que o amor é mais forte que a morte, e que nosso futuro e o futuro de toda a humanidade estão nas mãos fiéis e providentes de Deus", sublinhou o Papa.

O testemunho da ressurreição de Cristo, no entanto, não só deve ser anunciado, mas também confirmado com o "testemunho prático da santidade e da caridade".

"A Fundação Papal levou adiante esta missão de uma maneira particular, mediante o apoio ao um amplo espectro de organizações de caridade, perto do coração do Sucessor de Pedro", reconheceu o Papa.

Neste sentido, elogiou seus generosos esforços a favor dos "países em desenvolvimento, para prover a educação dos futuros líderes da Igreja e para avançar nos esforços missionários de tantas dioceses e congregações religiosas do mundo inteiro".