Papa anima família da Rádio Maria

Em sua obra ao serviço da difusão do Evangelho

| 1738 visitas

Por Antonio Gaspari 

ROMA, quinta-feira, 15 de outubro de 2009 (ZENIT.org).- Nesta quarta-feira, ao final da Audiência Geral na praça de São Pedro, o Papa Bento XVI dirigiu uma saudação particular aos cerca de 200 presidentes e diretores da Família da Rádio Maria, procedentes dos cinco continentes, animando-os a “prosseguir sua importante obra da difusão do Evangelho”.

Rádio Maria está presente nos cinco continentes com 58 estações de rádio, e com uma média de 30 milhões de ouvintes diários. 

Os diretores estavam presentes em Roma por ocasião do encontro mundial que está acontecendo no santuário de Collevalenza, com o tema “Com Maria servidores da Igreja”.

Falando com ZENIT, o sacerdote Francisco Palacios, responsável da atividade editorial na Família mundial, explicou que a Rádio Maria constitui “um desafio aos modelos de comunicação dominantes, porque em um mundo cada vez mais secularizado e afastado de Deus, Rádio Maria pratica e leva a oração a todas as partes”.

“Não se trata de uma ação unilateral – prosseguiu – oramos e convidamos os ouvintes a rezar e meditar conosco”. 

Fiel ao Magistério da Igreja, Rádio Maria pratica uma atividade pastoral de formação integral difundindo a mensagem em todas suas formas, da teologia à Doutrina Social, da liturgia à apologética. 

Rádio Maria, que em todas suas emissoras transmite as 24 horas, tem uma programação de sete horas de oração, missa, adoração eucarística, rosário, sete horas de formação cristã, sete horas de formação humana e três horas de informação e música. 

Cada rádio nacional tem um sacerdote como diretor editorial e um presidente da associação leiga. O sacerdote garante que a programação se desenvolva dentro do Magistério da Igreja, enquanto que o presidente da associação organiza, promove e desenvolve a comunidade social que mantém as atividades da emissora.

A comunicação da Palavra de Deus e as virtudes que estão na base do ensino cristão fazem subir a qualidade e o número de ouvintes.

Cada Rádio Maria se converte assim em expressão de um grupo cada vez mais vasto de pessoas, unidas fraternalmente em um projeto de melhora da vida de cada um.

Graças à força da oração que levou a esta expansão mundial, Pe. Livio Fanzaga, apresentador da Rádio Maria Itália, explicou que o programa de mais audiência é a celebração eucarística.

Rádio Maria Itália se conecta todos os dias com ao menos duas paróquias, com a primeira transmite as laudes e a oração da manhã, com a segunda a adoração eucarística. A isto se acrescenta o rosário vespertino.

Padre Livio confessou sentir-se comovido pelo crescimento de maturidade e de fé dos diretores da Rádio Maria no mundo, e sublinhou que a força e o carisma desta obra está todo em Maria.

“Quanto mais sigamos Nossa Senhora, tanto mais levaremos a mensagem cristã no mundo”, afirmou Pe. Livio.