Papa anuncia 24 novos cardeais

O consistório será realizado no dia 20 de novembro

| 2681 visitas

CIDADE DO VATICANO, quarta-feira, 20 de outubro de 2010 (ZENIT.org) - Bento XVI anunciou hoje a criação de 24 novos cardeais, 20 dos quais (com menos de 80 anos) poderiam ser eleitores em um possível conclave agora, para a eleição de um papa.    

O Santo Padre escolheu o momento final da catequese de hoje para anunciar o consistório que se realizará no dia 20 de novembro. Este é o segundo consistório do seu pontificado; o anterior foi realizado em 24 de novembro de 2007.

A maioria dos cardeais procede da Europa (15, dos quais 10 são italianos); 4 são africanos; 4 são americanos; 1 é asiático. Com o novo consistório, os cardeais passarão a ser 203, dos quais 121 são eleitores.

Esta é a lista dos novos cardeais eleitores:

- Dom Angelo Amato, S.D.B., Prefeito da Congregação para as Causas dos Santos;

- S.B. Antonios Naguib, Patriarca de Alexandria dos Coptos (Egito);

- Dom Robert Sarah, Presidente do Conselho Pontifício "Cor Unum";

- Dom Francesco Monterisi, Arcipreste da basílica papal de São Paulo Fora dos Muros;

- Dom Fortunato Baldoli, Penitenciário Maior;

- Dom Raymond Leo Burke, prefeito do Supremo Tribunal da Assinatura Apostólica;

- Dom Kurt Koch, Presidente do Conselho Pontifício para a Promoção da Unidade dos Cristãos;

- Dom Paolo Sardi, Vice Camarlengo da Santa Igreja Romana;

- Dom Mauro Piacenza, prefeito da Congregação para o Clero;

- Dom Velasio De Paolis, C.S., Presidente da Prefeitura de Assuntos Econômicos da Santa Sé;

- Dom Gianfranco Ravasi, Presidente do Conselho Pontifício para a Cultura;

- Dom Medardo Joseph Mazombwe, arcebispo emérito de Lusaka (Zâmbia);

- Dom Raúl Eduardo Vela Chiriboga, arcebispo emérito de Quito (Equador);

- Dom Laurent Monsengwo Pasinya, arcebispo de Kinshasa (República Democrática do Congo);

- Dom Paolo Romeo, arcebispo de Palermo (Itália);

- Dom Donald William Wuerl, arcebispo de Washington (Estados Unidos);

- Dom Raymundo Damasceno Assis, arcebispo de Aparecida (Brasil);

- Dom Kazimierz Nycz, arcebispo de Varsóvia (Polônia);

- Dom Albert Malcolm Ranjith Patabendige Don, arcebispo de Colombo (Sri Lanka);

- Dom Reinhard Marx, arcebispo de München und Freising (Alemanha).

Além destes, o Papa elevou à dignidade cardenalícia 4 bispos que "se distinguiram por sua generosidade e dedicação no serviço à Igreja":

- Dom José Manuel Estepa Llaurens, arcebispo Ordinário Militar emérito (Espanha);

- Dom Elio Sgreccia, anterior Presidente da Academia Pontifícia para a Vida (Itália);

- Dom Walter Brandmüller, anterior Presidente do Comitê Pontifício de Ciências Históricas (Alemanha);

- Dom Domenico Bartolucci, anterior Maestro Diretor da Capela Musical Pontifícia (Itália).