Papa aos jovens na vigília de Loreto: «Não tenham medo de sonhar»

Concluiu o encontro rezando na Santa Casa de Maria

| 1141 visitas

LORETO, domingo, 2 de setembro de 2007 (ZENIT.org).- «Não tenham medo de sonhar»: esta foi a mensagem que Bento XVI deixou na vigília de oração que viveu no sábado, junto a 400.000 jovens italianos em Loreto.



Na imensa esplanada de Montorso, dirigindo-se aos jovens que passariam a noite sob as estrelas, o Papa reconheceu que «hoje, infelizmente, com freqüência uma existência plena e feliz é vista por muitos jovens como um sonho difícil e, em alguns momentos, quase irrealizável».

«Muitos dos seus conterrâneos vêem o futuro com apreensão e se questionam muito», constatou.

Eles se perguntam, continuou dizendo, «como se integrar em uma sociedade caracterizada por muitas e graves injustiças e sofrimentos? Como reagir diante do egoísmo e da violência que às vezes parecem prevalecer? Como dar um sentido à vida?».

«Não tenham medo, Cristo pode preencher as aspirações mais íntimas do seu coração! Podem existir sonhos irrealizáveis quando são suscitados e cultivados no coração pelo Espírito de Deus?», perguntou o bispo de Roma.

Em um ambiente típico de uma Jornada Mundial da Juventude, disse-lhes: «Deixem que eu lhes repita nesta tarde: cada um de vocês, se estiver unido a Cristo, pode fazer grandes coisas».

«Por este motivo, queridos amigos, vocês não devem ter medo de sonhar, com os olhos abertos, com grandes projetos de bem, e não têm que se desanimar pelas dificuldades.»

No encontro, alguns dos jovens ofereceram seu testemunho e dialogaram com o Papa, apresentando perguntas às quais ele mesmo respondeu.

Após a vigília, o Santo Padre visitou o santuário de Loreto, para participar de um momento privado de oração na Santa Casa de Nossa Senhora (segundo a tradição, a casa de Maria em Nazaré foi trazida até aqui, pedra por pedra). Os jovens acompanharam sua oração graças a uma conexão televisiva desde Montorso.

Essa esplanada, pouco depois, ficou iluminada por fogos artificiais, surpresa com a que concluíram essa jornada de encontro com o Papa, marcada por momentos de oração e de música, com a participação de famosos artistas italianos.