Papa condena a violência, que gera tanto sofrimento

Telegrama de condolências ao patriarca maronita Raï: apoio às famílias das vítimas do atentado em Beirute

| 673 visitas

CIDADE DO VATICANO, segunda-feira, 22 de outubro de 2012(ZENIT.org) – Bento XVI se une à oração e ao luto das famílias das vítimas do atentado perpetrado na última sexta-feira, 19, em Beirute, que causou oito mortes e deixou dezenas de feridos.

Em telegrama assinado pelo cardeal Tarcisio Bertone, secretário de Estado, e endereçado ao patriarca maronita Bechara Boutros Raï, o papa condena com firmeza “a violência que gera sempre tanto sofrimento”, como já tinha feito há cerca de um mês durante a sua viagem apostólica ao Líbano.

Solidário à dor das famílias das vítimas, o pontífice rezou para que “Deus os acolha na sua luz”. Bento XVI renovou o apelo pela paz, pedindo que Deus “dê ao Líbano e a toda a região o dom da paz e da reconciliação”.

Na mensagem, o papa manifesta ainda a sua proximidade aos feridos, para os quais invoca de Deus “a sua ajuda e o seu conforto na provação”.

“De coração”, diz a parte final do telegrama, “Sua Santidade invoca sobre as famílias das vítimas e sobre todos os libaneses a abundância das bênçãos divinas”.

(Trad.ZENIT)