Papa elogia expansão da “lectio divina” na América Latina

Meditação orante da Palavra de Deus

| 1423 visitas

CIDADE DO VATICANO, sexta-feira, 8 de abril de 2011 (ZENIT.org) - Bento XVI percebe que há sinais encorajadores para a nova evangelização na América Latina, relançada pela Conferência Geral do Episcopado Latino-Americano e do Caribe em Aparecida (Brasil, maio de 2007), como evidenciado pela redescoberta da meditação da Palavra de Deus em paróquias e comunidades, a assim chamada "lectio divina".

Ele o constatou na manhã desta sexta-feira, ao concluir a assembleia plenária da Pontifícia Comissão para a América Latina, organismo da Santa Sé presidido pelo cardeal Marc Ouellet, fundado em 1958 pelo Papa Pio XII, com a missão de fortalecer as relações entre as igrejas locais e os diversos departamentos da Cúria Romana.

Em sua audiência aos cerca de 40 participantes a assembleia, o Pontífice revelou que, "durante os encontros que tive nos últimos anos, por ocasião das suas visitas ‘ad Limina', os bispos da América Latina e do Caribe sempre fizeram referência ao que estão realizando em suas respectivas circunscrições eclesiásticas para implementar e incentivar a missão continental com a qual o episcopado latino-americano quis relançar o processo da nova evangelização depois de Aparecida, convidando todos os membros da Igreja a colocar-se em um estado permanente de missão".

Segundo o bispo de Roma, "esta é uma opção de grande transcendência, pois se pretende com ela voltar a um aspecto fundamental da tarefa da Igreja, isto é, dar primazia à Palavra de Deus para que seja alimento permanente da vida cristã e o eixo de toda ação pastoral".

O Papa considerou que "este encontro com a Palavra divina deve levar a uma profunda mudança de vida, uma identificação radical com o Senhor e seu Evangelho, para se tornar plenamente consciente da necessidade de estar firmemente enraizado em Cristo", reconhecendo, como ele mesmo escreveu em sua primeira encíclica, 'Deus caritas est', que, "ao início do ser cristão, não há uma decisão ética ou uma grande ideia, mas o encontro com um acontecimento, com uma Pessoa que dá à vida um novo horizonte e, desta forma, o rumo decisivo" (n.1).

Bento XVI expressou sua satisfação ao constatar que, na América Latina, "tem sido uma prática crescente a ‘lectio divina' - a meditação orante da Palavra de Deus - nas paróquias e nas pequenas comunidades cristãs, como uma forma cotidiana para alimentar a oração e, dessa maneira, dar solidez à vida espiritual dos fiéis".

Uma das conclusões do sínodo de bispos do mundo sobre a Palavra de Deus, realizado no Vaticano de 5 a 26 de outubro de 2008, foi precisamente a promoção da "lectio divina", e isso é refletido na exortação apostólica pós-sinodal 'Verbum Domini', na qual Bento XVI recolhe seus frutos.