Papa envia mensagem aos Focolares

No contexto da eleição da sucessora de Chiara Lubich

| 871 visitas

CASTEL GANDOLFO, quarta-feira, 2 de julho de 2008 (ZENIT.org).- Depois do falecimento, há pouco mais de três meses, de Chiara Lubich, abre-se agora, para o movimento por ela fundado e guiado por mais de 60 anos, «um momento histórico, um tempo novo e inexplorado».

Com estas palavras, Oreste Basso, co-presidente do Movimento dos Focolares, deu início nesta manhã à Assembléia Geral que elegerá a nova presidente, o co-presidente e os conselheiros gerais.

Bento XVI enviou uma mensagem à assembléia, assinada pelo cardeal Tarcisio Bertone, secretário de estado, na qual assegura suas orações para que o movimento prossiga «o fecundo testemunho evangélico segundo o carisma da inesquecível Chiara Lubich».

Deseja que «este importante evento suscite generosos propósitos de renovada adesão a Cristo, assim como um impulso cada vez maior em resposta aos desafios de nosso tempo», e envia a seus delegados presentes no Centro Mariápoles de Castel Gandolfo e a todo o movimento sua bênção apostólica.

São 516 os participantes da Assembléia composta pelo corpo diretivo que encerra seu mandato, entre os quais estão os responsáveis centrais das diversas ramificações, e pelos delegados do movimento, provenientes dos 5 continentes.

Os trabalhos prosseguirão até em 31 de julho. Depois de alguns dias de preparação se procederá à votação, depois da qual a Assembléia discutirá temas fundamentais para a vida de todo o movimento.