Papa envia terço abençoado para cada um dos mineiros presos no Chile

Cardeal Errázuriz celebra uma Missa junto à mina São José

| 1140 visitas

COPIAPÓ, sexta-feira, 3 de setembro de 2010 (ZENIT.org) - O cardeal Francisco Javier Errázuriz celebrou ontem a Eucaristia junto à mina de São José, em Atacama, e fez entrega de um terço abençoado por Bento XVI aos familiares dos 33 mineiros presos.

O purpurado destacou o gesto do Santo Padre, que no domingo dedicou umas palavras, antes da oração do Ângelus, a expressar sua proximidade dos mineiros chilenos e de seus familiares, remetendo sua oração por um resgate rápido. Agora, o Papa quis manifestar de outra forma seu afeto e especial preocupação, por meio da entrega de um terço a cada um dos mineiros, mediante seus familiares mais próximos.

"É impressionante como este fato nos uniu como família e não há ninguém no Chile que não esteja acompanhando dia-a-dia o que lhes ocorre", destacou o arcebispo de Santiago na coletiva de imprensa de ontem, nas dependências do bispado de Copiapó, junto ao pastor diocesano, Dom Gaspar Quintana.

O purpurado destacou o valor dos trabalhadores, a força, alegria, solidariedade e disciplina com que estão enfrentando esta situação, e valorizou a imensa fé que estão expressando durante todo esse tempo, seu amor ao Senhor, sua devoção a Nossa Senhora da Candelária e a São Lourenço.

Também mostrou a importância da colaboração de todos os setores para seguir adiante no resgate. "Quantos trabalhos importantes no Chile poderíamos abordar com este espírito de solidariedade!", destacou.

"Este esforço proclama o valor de toda vida humana, que não tem preço", concluiu o cardeal Errázuriz.

Junto à Eucaristia celebrada no Acampamento Esperança, o cardeal Errázuriz se comunicou com os trabalhadores por meio do fio telefônico.

O purpurado lhes disse que estava orgulhoso deles, e também comunicou que o Papa rezou o Ângelus dominical pelos 33 mineiros. "Eu lhes disse que estávamos orgulhosos deles; que o espírito com o qual foram enfrentando esta enorme dificuldade - com muita fortaleza, com muita disciplina entre eles, com muita fé, e não só esperança, mas também alegria - era um grande presente no começo das comemorações do bicentenário", comentou.

Os mineiros "têm um ânimo esperançoso, solidário, de muita fé, que nos dá a esperança de que podem resistir até serem resgatados", disse o cardeal Errázuriz.

"Todos os dias há um momento de oração pelos mineiros", acrescentou. O cardeal disse também que "o Chile inteiro" está acompanhando o caso dos mineiros, presos a 688 metros de profundidade após um deslizamento na mina São José, no meio do deserto do Atacama.

"O presidente, ministros, equipes de resgate e todo o Chile estão voltados a isso", afirmou o cardeal.

Contudo, também se referiu à criação da comissão investigadora no Congresso, destacando que "não quero ser juiz (...); não pode ser que uma mina não tenha vias de escape habilitadas".

Após o breve comunicado, ele se dirigiu ao Acampamento Esperança, onde presidiu uma Missa com as famílias dos mineiros.