Papa expressa proximidade às populações de Paquistão, Afeganistão e Rússia

Catástrofes naturais atingiram os países, deixando devastação e mortes

| 966 visitas

CIDADE DO VATICANO, quarta-feira, 4 de agosto de 2010 (ZENIT.org) – Bento XVI manifestou seu pesar pelas vítimas e estragos causados pelas inundações no Paquistão e Afeganistão e os incêndios na Rússia.

No final da audiência geral desta quarta-feira, falando em italiano, o pontífice afirmou que seu pensamento se dirigia às “pessoas atingidas, neste período, por grandes catástrofes naturais, que causaram a perda de vidas, ferimentos e danos, deixando muitas pessoas desabrigadas”.

“Em particular – disse o pontífice – , penso nos vastos incêndios na Federação da Rússia e nas inundações devastadoras no Paquistão e no Afeganistão.”

“Rezo ao Senhor pelas vítimas e coloco-me espiritualmente próximo dos que estão sofrendo privações diante dessas adversidades.”

“Para eles eu peço a Deus o alívio do sofrimento e o sustento na dificuldade. Espero também que não falte a solidariedade de todos”, disse o Papa.

O Paquistão registrou na semana passada as piores inundações dos últimos 80 anos. 3,2 milhões de pessoas foram atingidas. Houve cerca de mil mortes em consequência das cheias. Já no Afeganistão, também atingido pelas enchentes, houve 64 mortes.

Na Rússia, os incêndios florestais já destruíram mais de 700 mil hectares e causaram 50 mortes.