Papa expressa seu desejo de visitar as regiões afetadas pelo terremoto

Ao concluir a audiência geral desta quarta-feira

| 1133 visitas

CIDADE DO VATICANO, quarta-feira, 8 de abril de 2009 (ZENIT.org).- «Quanto antes possível», Bento XVI viajará a Abruzzo, aos lugares afetados pelo terremoto na Itália.

Assim anunciou o Santo Padre em sua saudação em italiano aos fiéis presentes na audiência geral dessa quarta-feira na Praça de São Pedro, no Vaticano, na qual ele voltou a expressar sua «proximidade espiritual» às vítimas do terremoto. 

«A rapidez com a qual as autoridades, a polícia, os voluntários e outros trabalhadores estão socorrendo nossos irmãos mostra a importância da solidariedade para superar juntos essas provas tão dolorosas», afirmou o Papa. 

«Mais uma vez, desejo dizer àquelas populações que o Papa compartilha sua dor e sua preocupação; queridíssimos, quanto antes possível, espero poder visitar-vos», disse. 

«Sabei que o Papa reza por todos – continuou –, implorando a misericórdia do Senhor para os falecidos e o consolo materno de Maria e o apoio da esperança cristã para suas famílias e para os sobreviventes.»

Quanto ao momento dessa visita, o diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, Pe. Federico Lombardi S.J., indicou que «será em um tempo breve, mas não iminente; ainda não se fixou uma data». 

«O fato de que o Santo Padre queira ir às populações afetadas pelo terremoto – disse o porta-voz da Santa Sé – não significa que esteja a ponto de sair antes da Páscoa.»

O Pontífice não poderá assistir ao solene funeral pelas vítimas do terremoto que acontecerá na sexta-feira, 10 de abril, às 11h, na Praça da Escola de suboficiais da Guarda de Financia de Áquila. 

Por outro lado, o diretor dos serviços de segurança e proteção civil e comandante do Corpo da Guarda, Domenico Giani, informou à Rádio Vaticano que, entre os que prestam socorro, encontra-se uma equipe de oito homens do Vaticano, que chegou imediatamente ao lugar do terremoto. 

O arcebispo de Áquila, Dom Giuseppe Molinari, informou à agência SIR que Bento XVI visitará as vítimas do terremoto «provavelmente na próxima semana». 

Qualificou sua visita como «uma reconfortável presença e um grande presente» e afirmou que recebeu a notícia com uma explosão de «gratidão» e «emoção». 

«A visita do Papa nos dá esperança e força para enfrentar a situação atual, tão difícil, e o futuro, tão incerto – disse Dom Molinari. Estamos comovidos e agradecemos ao Santo Padre por sua visita. Sua presença é verdadeiramente reconfortante.»