Papa Francisco recebe o presidente do Líbano

Falaram sobre a situação do país, dos refugiados sírios e dos cristãos no Oriente Médio

Roma, (Zenit.org) Redacao | 565 visitas

Esta manhã, no Palácio Apostólico Vaticano, o Santo Padre Francisco recebeu em audiência Michel Sleiman, presidente da República do Líbano. O encontro começou pelas 11h15 e durou 25 minutos. Depois, o presidente Sleiman teve uma reunião com o secretário de Estado, o cardeal Tarcísio Bertone, que estava acompanhado pelo secretário para as relações com os Estados, monsenhor Dominique Mamberti.

Em um comunicado, a Sala de Imprensa Vaticana, informa que durante os cordiais colóquios conversaram sobre aa situação no país, sublinhando "a importância do diálogo e da colaboração entre os membros das diferentes comunidades étnicas e religiosas, que compõem a sociedade e constituem a riqueza, em favor do bem comum, do desenvolvimento e da estabilidade da nação". Neste sentido, expressaram-se os melhores votos para a formação do novo governo, que deverá enfrentar importantes desafios a nível nacional e internacional.

Também falaram sobre a situação regional, com especial referência ao conflito sírio. Preocupação especial foi mostrada pelo "grande número de sírios que procurou refúgio no Líbano e nos países vizinhos e para os quais, como para toda a população que sofre, solicitou-se uma maior assistência humanitária, com o apoio das comunidades internacionais”. Também se espera uma rápida e frutuosa retomada das negociações entre israelenses e palestinos, cada vez mais necessária para a paz e a estabilidade na região.

Finalmente, não faltou recordar a delicada situação dos cristãos no Oriente Médio e a significativa contribuição que podem oferecer à luz da Exortação Apostólica Ecclesia in Medio Oriente, que é um importante ponto de referência para as comunidades católicas e as sociedades da região.

Na tradicional troca de presentes, o Presidente Sleiman deu ao papa um ícone da Virgem e o Papa lhe deu um medalhão.