Papa Francisco telefona para os pais de James Foley

Padre Lombardi confirma a informação. A ligação para os pais do repórter brutalmente morto pelo ISIS ocorreu na quinta-feira à noite; o Papa ficou impressionado com a fé da mãe

Roma, (Zenit.org) Redacao | 1044 visitas

Papa Francisco telefonou para os pais de James Foley, jornalista americano morto pelo ISIS, cujo vídeo de decapitação horrorizou o mundo. Padre Lombardi, porta-voz do Vaticano, confirmou a informação à Zenit, informando que o telefonema do Santo Padre teve lugar ontem a noite, depois do jantar.

O Papa assegurou à família sua proximidade e oração. O vice-diretor da Sala de Imprensa do Vaticano, Pe. Ciro Benedettini informou que o Santo Padre inicialmente conversou com a mãe de Foley, que é católica.

A mulher – explica Pe. Ciro - "impressionou" o Papa por sua "grande fé". Depois disso, o Papa também falou com o pai do jornalista assassinado e um membro da família de língua espanhola, com quem falou em espanhol.

Conforme relatado pelo padre jesuíta americano James Martin, o casal Foley, que vive em Richmond, New Hampshire, está "emocionado e agradecido" pelo interesse do Papa.

O mundo, entretanto, está chocado com o vídeo do assassinato brutal do jovem repórter americano cometido pelas mãos de um terrorista do Estado islâmico, como um sinal de vingança e advertência contra as recentes ações militares tomadas contra o Isis.

Os terroristas, no mesmo vídeo, confirmam que há outro refém: o jornalista Steven Sotloff. Eles ameaçam de matá-lo no próximo movimento do presidente Barack Obama.