Papa pede fim das tensões na América Latina

Promove a colaboração entre os países do continente da esperança

| 780 visitas

CIDADE DO VATICANO, segunda-feira, 7 de janeiro de 2008 (ZENIT.org).- Bento XVI pediu o fim das tensões na América Latina, no discurso que pronunciou hoje ao Corpo Diplomático acreditado ante a Santa Sé por ocasião do início do ano.

O pontífice fez uma revisão da situação latino-americana ao recordar a viagem que realizou ao Brasil em maio passado para inaugurar a V Conferência Geral do episcopado latino-americano e do Caribe, em Aparecida.

«No âmbito econômico e social, pude apreciar tanto sinais eloqüentes de esperança para este continente como motivos de preocupação», constatou o Papa ante os embaixadores.

«Como não desejar uma cooperação crescente entre os povos da América Latina, assim como o cessar de tensões internas em cada um dos países que a compõem, para que possam convergir nos grandes valores inspirados pelo Evangelho?», perguntou-se.

Em particular, o bispo de Roma fez uma referência a Cuba, «que está prestes a celebrar o 10º aniversário da visita de meu venerado predecessor».

«O Papa João Paulo II foi recebido com afeto pelas autoridades e pela população, animando todos os cubanos a colaborar para conseguir um futuro melhor. Que me seja permitido retomar esta mensagem de esperança que não perdeu nada de sua atualidade», afirmou.