Papa pede maior testemunho cristão dentro da universidade

Termina em Bucareste o encontro sobre a Pastoral Universitária

| 1473 visitas

Por Marina Tomarro

BUCARESTE, terça-feira, 30 de setembro de 2008 (ZENIT.org).- É necessário «favorecer uma contemplação cada vez mais viva de Cristo, Verbo do Pai, para suscitar um testemunho evangélico generoso e crescente dentro das universidades», considerou Bento XVI em uma mensagem para os participantes do Encontro Europeu de Diretores de Pastoral Universitária, que aconteceu neste fim de semana em Bucareste (Romênia).

O encontro foi organizado pela Comissão de Catequese, escola e universidade do Conselho das Conferências Episcopais da Europa (CECE).

O principal objetivo deste encontro era a preparação da VII Jornada Européia dos Universitários, que acontecerá em 14 de março de 2009, na Sala Paulo VI do Vaticano, assim como do Encontro Europeu de Estudantes Universitários, que acontecerá em Castel Gandolfo, com o lema «Novos discípulos de Emaús: cristãos na universidade», de 30 de julho a 2 de agosto de 2009.

Em Bucareste estavam representadas 31 conferências episcopais. Isso, segundo explicou Dom Lorenzo Leuzzi, secretário da comissão organizadora, «é o sinal de um caminho sobretudo de atenção à dimensão européia, o que sublinha também que algo está se movendo no âmbito das conferências episcopais nacionais».

Este encontro, acrescentou, «favorece também o desejo de criar uma rede juntos, porque hoje se trata de servir um mundo universitário no qual cada vez há mais mobilidade. O intercâmbio e a colaboração entre as diversas capelanias universitárias são, portanto, um serviço cada vez mais importante para a vida dos estudantes».

Durante o encontro, do qual participaram pela primeira vez representantes de diversos movimentos e associações eclesiais ligados à pastoral universitária, apresentaram-se as diversas situações das pastorais universitárias européias, com especial atenção à Romênia.

Entre as intervenções, destacou-se a de Enrico Dal Covolo, professor da Pontifícia Universidade Salesiana, que explicou, a partir da passagem dos discípulos de Emaús, a importância de «levar um anúncio de esperança e vida nova a um mundo universitário freqüentemente marcado pelo extravio, e no qual o suposto ‘progresso’ se revela falaz e prejudicial para o crescimento global do homem».

«O que este encontro manifestou – afirma Ferenc Janka, vice-secretário-geral da CCEE – é a necessidade de um maior compromisso por parte de estudantes, professores, capelães e bispos diocesanos nas iniciativas da pastoral universitária, tanto no âmbito local como europeu.»

As situações dos diversos países «são muito diferentes. Há países onde a pastoral universitária é muito forte na vida dos ateneus, e outros onde acaba de nascer e apenas deu os primeiros passos – acrescentou Janka. O importante é que todos colaborem para superar esta crise da cultura e para dar vida a um novo humanismo na Europa».