Papa pede orações para apoiar testemunho dos cristãos chineses

Transmite sua proximidade a quem vive horas de angústia pelo terremoto

| 502 visitas

CIDADE DO VATICANO, domingo, 25 de maio de 2008 (ZENIT.org).- Bento XVI pediu neste domingo as orações de todos os cristãos para apoiar o testemunho dos discípulos de Jesus na China.

Seu convite ressoou ao meio-dia na praça de São Pedro, no Vaticano, após rezar a oração mariana do Angelus, um dia depois de se celebrar por pedido seu a Jornada Mundial da Oração pela Igreja na China.

Escutavam o Papa centenas de católicos chineses que vivem na Itália e que se reuniram em Roma neste fim de semana para unir-se a sua convocação.

Saudando-os, o bispo de Roma confiou «ao amor misericordioso de Deus todos os vossos compatriotas que faleceram por causa do terremoto que atingiu uma ampla área de vosso país».

Bento XVI renovou sua «proximidade pessoal a quem está vivendo horas de angústia e tribulação. Que graças à fraterna solidariedade de todos, as populações dessas áreas possam regressar logo à normalidade da vida cotidiana».

Em seguida, pediu a todos os crentes que apóiem com a oração «o compromisso de quem na China, em meio às fadigas cotidianas, segue acreditando, tendo esperança e amando, para que eles nunca temam falar de Jesus ao mundo e do mundo a Jesus, sendo sempre testemunhas críveis deste amor, mantendo-se unidos à rocha de Pedro sobre a qual está edificada a Igreja».

Segundo informa a agência Fides, órgão informativo da Congregação para a Evangelização dos Povos, os fiéis chineses das zonas golpeadas pelo terremoto celebraram a Jornada em barracas de acampamento que utilizaram como capela.

Os fiéis da cidade de Peng Zhou, no distrito de Bai Lu, uma das regiões mais golpeadas pelo terremoto, rezaram esse sábado o rosário em uma tenda, diante da imagem de Nossa Senhora e do Sagrado Coração de Jesus.