Papa recebe tocha da corrida pela paz na Terra Santa

8ª edição dos JP Games acontece de 21 a 25 de outubro

| 885 visitas

CIDADE DO VATICANO, sexta-feira, 21 de outubro de 2011 (ZENIT.org) – Bento XVI recebeu, na última quarta-feira, durante a audiência geral na Praça de São Pedro, a tocha que será carregada durante o percurso da 8ª edição dos JP Games.

A corrida para promover a paz na Terra Santa, organizada pelo Centro Esportivo Italiano e pela Obra Romana de Peregrinações, começa hoje e conclui no dia 25 de outubro, segundo informa o L’Osservatore Romano em sua edição de ontem.

Durante o percurso dos “Jogos João Paulo II – Peregrinos da Paz na Terra Santa”, várias pessoas carregarão a tocha, entre elas a campeã paralímpica Giusy Versace e o ex-jogador de futebol Demetrio Albertini.

A corrida dos JP Games 2011, de 12 quilômetros, sairá de Belém e se deterá no ponto de controle que divide os territórios israelense e palestino, para acabar no auditório do centro de Nossa Senhora de Jerusalém.

No checkpoint, um time israelense, um palestino, um da Associação Italiana de Jogadores de Futebol e outro composto por jovens da “Liga Pro” jogarão uma partida de futebol.

Um grupo de campeões se uniu à manifestação, prestando sua imagem e voz para convidar à participação nesta iniciativa em homenagem a João Paulo II.

Segundo os organizadores, unir a peregrinação ao esporte favorece o diálogo entre os povos e abre caminhos para uma possibilidade nova para aqueles que moram na Terra Santa.

O acontecimento é patrocinado pelo Conselho Pontifício para os Leigos, pelo CONI e pelo Departamento de Pastoral do Tempo Livre, Turismo e Esporte da Conferência Episcopal Italiana.

Os jogos terão seu cume no dia 22 de outubro, memória litúrgica do Beato João Paulo II e aniversário do início do seu ministério como vigário de Cristo.

Desde 2010, os JPII Games incluem, além da histórica corrida Belém-Jerusalém, também outras disciplinas esportivas.

Nesta iniciativa de paz estão envolvidas instituições internacionais e europeias, como o Quarteto para o Oriente Médio, o Parlamento Europeu e os Sport Makers italianos.

O Papa João Paulo II, ele mesmo um esportista, encontrou-se frequentemente com o mundo do esporte durante seu ministério apostólico.

Durante o Jubileu dos Esportistas do ano 2000, o Pontífice polonês sublinhou a “grande importância da prática esportiva, porque pode favorecer a afirmação de valores importantes nos jovens, como a lealdade, a perseverança, a amizade, a partilha e a solidariedade”.

A lógica do esporte, recordava em 1984, é também a lógica da vida: “Sem sacrifícios, não se pode obter resultados importantes nem tampouco autênticas satisfações”.

“Todo cristão está chamado a ser um válido atleta de Cristo, isto é, uma testemunha fiel e valente do seu Evangelho – afirmou. Mas, para conseguir isso, é necessário perseverar na oração, treinar a virtude e seguir, em todo momento, o divino Mestre.”

Para mais informações: www.jpiigames.com.