Paquistão: assassinados 3 voluntários humanitários cristãos

Estrangeiros que ajudavam vítimas das inundações

| 975 visitas

ISLAMABAD, terça-feira, 31 de agosto de 2010 (ZENIT.org) - Soldados do exército paquistanês encontraram, no dia 25 de agosto, no vale de Swat, os corpos de 3 voluntários humanitários cristãos estrangeiros, sequestrados 2 dias antes, enquanto participavam das tarefas de socorro às vítimas das inundações no Paquistão.

Após esta tragédia, o governo alertou sobre as ameaças talibãs às ONGs. "Os talibãs ameaçaram várias vezes as organizações internacionais que trabalham na região", explicou um alto funcionário do governo à agência Fides.

As vítimas pertenciam a uma organização internacional cujo nome não foi divulgado por motivos de segurança.

Estavam trabalhando em Mongora e proximidades. No dia 23 de agosto, enquanto voltavam ao seu acampamento, o comboio no qual viajavam foi atacado por um grupo de talibãs que os sequestrou, além de ferir outros 6 voluntários.

Segundo o governo do Paquistão, a segurança das operações de socorro aumentou: um grupo de soldados foi a Swat e a outras regiões de risco para proteger o trabalho humanitário.

Por sua vez, os talibãs procuram também levar ajuda às vítimas das inundações e, assim, ganhar o apoio dos sobreviventes.

A ONG paquistanesa Life for All, presente com uma equipe de trabalho na região de Swat, condenou o assassinato dos 3 voluntários.

"Eles vieram do exterior para ajudar os paquistaneses neste momento de absoluta necessidade - declarou um porta-voz. Por isso, estamos profundamente agradecidos."

Por outro lado, no Afeganistão, 10 voluntários de uma equipe médica cristã da organização International Assistance Mission foram assassinados por um grupo de talibãs no dia 5 de agosto, quando voltavam a Cabul, após prestar assistência médica à remota região do vale de Parun.