Pároco é assassinado na República Democrática do Congo

Poderia tratar-se de uma medida intimidadora para assustar os sacerdotes

| 1331 visitas

KINSHASA, quarta-feira, 10 de novembro de 2010 (ZENIT.org) - Dois homens armados com uniforme militar assassinaram, na última segunda-feira, o sacerdote Christian Bakulene, pároco de São João Batista, de Kanyabayonga, em Kivu do Norte, ao leste da República Democrática do Congo.

Os assassinos não roubaram nada. Segundo a imprensa local, trata-se de um assassinato premeditado para assustar os sacerdotes que trabalham na região.

O presbítero voltava de moto à sua paróquia, com um amigo, quando os dois soldados o bloquearam e um deles atirou no sacerdote várias vezes, sem dar-lhe tempo sequer para estacionar a moto. O amigo do pároco saiu ileso, segundo informou a agência Fides.

Neste mesmo país africano, no último mês de junho, foi assassinado - junto ao seu chofer - o diretor executivo da ONG "A voz dos que não têm voz", Floribert Chebeza, um dos ativistas pelos direitos humanos mais comprometidos, que já havia recebido várias ameaças.