Páscoa violenta na Índia

Agressões contra cristãos em vários Estados do país

| 1511 visitas

ROMA, terça-feira, 3 de maio de 2011 (ZENIT.org) - Para muitos cristãos na Índia, esta não foi uma Páscoa tranquila. Vários episódios de violência foram registrados nesses dias sagrados.

Segundo contou à agência vaticana ‘Fides’ Joseph Dias, diretor da organização ‘Catholic Secular Forum’ (CSF), os Estados Madhya Pradesh, Maharashtra e Kerala foram os mais atingidos pela violência.

Em Madhya Pradesh, na Índia central, durante a Sexta-feira Santa, o pastor protestante Ramesh Devda foi espancado e abandonado sem consciência por extremistas hindus no distrito de Meghnagar.

Em Maharashtra (Índia centro-ocidental), radicais hindus irromperam na assembleia de uma comunidade cristã tribal, impedindo a celebração da Páscoa. Em seguida, a polícia prendeu seis cristãos sob a acusação de “conversões ilícitas”.

Em Kerala (extremo sudoeste do país), Estado onde há muitos cristãos e os casos de violência são escassos, alguns militantes da organização extremista hindu do grupo ‘Rashtriya Swayamsevak Sangh’ (RSS) detiveram e espancaram alguns jovens cristãos que estavam distribuindo cópias do Evangelho aos transeuntes.

“Como cristãos, não desanimamos e continuamos proclamando que Deus está conosco”, afirmou Joseph Dias.

“A manifestação de Sexta-feira Santa em Mumbai, com a oração pelas vítimas dos crescentes ataques anti-cristãos, foi um testemunho tangível”, acrescentou. “Queremos colocar a situação para as autoridades estatais, para que garantam a liberdade real de culto no país, para todos os crentes, de todas as religiões”.

O CSF lançou uma campanha para que mais jovens nos diferentes Estados do país passem a informar sobre episódios de violação dos direitos humanos e das minorias religiosas.