Pastoral Juvenil Estudantil Nacional (PJE) reúne-se em São Paulo

Temas como a participação dos estudantes na semana missionária e a Evangelização dos estudantes na JMJ estiveram na pauta dessa reunião

Brasília, (Zenit.org) Thácio Siqueira | 906 visitas

A Pastoral Juvenil Estudantil Nacional (PJE) da Igreja no Brasil se reuniu em São Paulo dos dias 16 ao 20 de Janeiro para eleger a nova coordenação nacional da PJE e discutir sobre políticas públicas para os estudantes. Participaram 35 representantes de 15 regiões episcopais da CNBB.

Pe. Antonio Ramos do Prado, sdb, também conhecido como Pe. Toninho, assessor da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da CNBB e Coordenador Nacional da Peregrinação dos Ícones da JMJ no Brasil, disse, em entrevista à ZENIT, que temas como a participação dos estudantes na semana missionária e a Evangelização dos estudantes na JMJ estiveram na pauta dessa reunião.

Quanto à Campanha da Fraternidade – que será aberta no dia 13 de Fevereiro e que retoma o tema da Juventude - disse o Pe. Antonio que foi estudado o material da CF e priorizado as linhas de ação para o trabalho na escola. Dois focos são importantes: 1- uso das novas técnologias como instrumento de educação. 2- Como evangelizar as novas culturas juvenis no mundo midiático.

A juventude brasileira está com “muitas ações boas. Tem crescido o números de jovens preocupados com a melhoria da sociedade, sem esperar do governo” - afirmou Pe. Antonio, e continuou dizendo que “está acontecendo Micro-revoluções para o bem do ser humano”.

Pe. Antonio também disse, porém, que “uma boa parte da juventude católica está vivendo uma espiritualidade muito vertical - desconetada da realidade. Chamamos de espiritualidade intimista.” Até mesmo fruto do crescimento dos “eventos de massa” e da diminuição da “participação na comunidade eclesial”. Destacou até mesmo o crescimento do número de mortes entre os jovens brasileiros por causa da busca frenética da “satisfação das emoções, principalmente com o uso do álcool”.

O livreto do Dia Nacional da Juventude já está sendo escrito pelos jovens da Coordenação Nacional da Pastoral Juvenil da CNBB numa perpectiva missionária. Também Pe. Antonio escreveu um livro na perspectiva da CF 2013 e da JMJ - e que está quase em lançamento pelas edições Loyola - intitulado "Um caminho espiritual para os jovens" que “quer fazer um resgate do caminho Mistagógico dos primeiros cristãos e vivências espirituais a partir dos ícones das Catacumbas de São Calisto em Roma”, disse Pe. Antonio.