Pequim comemora ano da evangelização dos leigos

Jovens cristãos reforçam sua união com sites e blogs

| 928 visitas

PEQUIM, quinta-feira, 16 de junho de 2011 (ZENIT.org) - A diocese de Pequim está comemorando um ano especial dedicado à promoção da formação e do compromisso dos leigos na evangelização: começou em 9 de abril de 2011 e terminará em 8 de abril de 2012.

A iniciativa responde à insistência do Papa Bento XVI em que a evangelização é um dever e uma missão de todos os batizados, segundo explicou o bispo da diocese, Dom Joseph Lin Shan, na abertura do Ano da Evangelização dos Leigos, na paróquia da Imaculada Conceição de Nantang.

A Missa, à qual estavam convidados, além dos leigos, todos os párocos e superiores dos seminários e de conventos, incluiu o rito dos 160 catecúmenos das cinco paróquias de Pequim, segundo informou a agência Fides.

Um comunicado de imprensa da diocese de Pequim indica que, “para promover uma maior participação dos leigos na missão da Igreja, a diocese de Pequim iniciou a formação de catequistas em todas as paróquias e proclamou o Ano da Evangelização dos Leigos”.

Entre as iniciativas concretas que estão surgindo, encontra-se um novo centro de evangelização, criado na catedral de Pequim, dedicada ao Santíssimo Salvador (a chamada Bei Tang).

Trata-se de uma estrutura de coordenação da evangelização que compreende o grupo de catequese pré-batismal, o grupo de formação pós-batismal, o coral dos jovens, a Associação Católica Juvenil e o grupo de jovens que compartilha as Sagradas Escrituras.

Todos eles se reúnem aos domingos pela tarde ou sábado à noite, segundo seus horários de trabalho.

Além disso, cada componente do centro tem seu próprio site ou blog, para ampliar a comunicação e para unir os jovens, utilizando sua própria linguagem.

O grupo que compartilha as Sagradas Escrituras, fundado em abril de 2002, tem um grande êxito na evangelização da juventude.

Hoje, tal grupo é um dos mais comprometidos da paróquia da catedral e existe “para que haja um maior número de pessoas que conhecem a Palavra de Deus, para que se promova o crescimento espiritual dos jovens católicos, para que o Evangelho esteja mais perto da vida das pessoas e para que a vida dessa gente esteja cada vez mais evangelizada, de maneira que todos sejam servos fiéis do Senhor”.

O bispo de Pequim também recomendou a oração e o serviço aos não-cristãos, e destacou a importância das aulas de catecismo e da função dos catequistas.