Peregrinação "Nos Caminhos de João Paulo II"

Entrevista ao Pe. Carlos Sávio, assessor nacional da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da CNBB

Brasília, (Zenit.org) Thácio Siqueira | 743 visitas

Participar da Canonização do Beato Papa João Paulo II, retirar-se em São Giovanni Rotondo, passar a Semana Santa no centro do Cristianismo em Roma, conhecer o campo de concentração de Auschwitz, Varsóvia, Chestochowa, Valdovice e Cracóvia, tudo isso em uma só peregrinação chamada “Nos Caminhos de João Paulo II”.

O organizador dessa atividade é o Pe. Carlos Sávio, assessor nacional da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da CNBB e Coordenador Nacional da Pré-JMJ-Rio-2013 e do Projeto Bote Fé.

Em entrevista a ZENIT Pe. Sávio revelou que a ideia não é só participar da canonização do beato João Paulo II, como uma peregrinação a mais, “pois queremos, antes de tudo, compreender os porquês de cada coisa, o significado de cada lugar em que iremos passar chegando assim no dia 27 de abril de 2014 conscientes do papel deste grande homem para a história da Igreja e da sociedade”.

Acompanhe a entrevista a seguir.

***

ZENIT: Padre Sávio, como surgiu essa ideia de uma peregrinação “nos caminhos de João Paulo II”?

Pe. Sávio: João Paulo II é para todos nós, apaixonados pela evangelização da juventude, um grande exemplo a ser seguido. Não só pela inspiração de criar na Igreja a Jornada Mundial da Juventude, mas também por sua proximidade e facilidade em dialogar com as novas gerações em um momento singular da história da Igreja. Estive presente na beatificação dele e, desde essa época, disse para mim mesmo: quando ele for canonizado quero vir com os jovens do Brasil. Por graça de Deus, o Papa Francisco agora marcou a data e estaremos lá como peregrinos.

ZENIT: Os peregrinos participarão da canonização de João Paulo II?

Pe. Sávio: Sim, preparamos um roteiro com muito cuidado que culminará com a cerimônia de canonização na Praça de São Pedro, pois queremos, antes de tudo, compreender os porquês de cada coisa, o significado de cada lugar em que iremos passar chegando assim no dia 27 de abril de 2014 conscientes do papel deste grande homem para a história da Igreja e da sociedade.

ZENIT: O que significa participar da canonização de um dos homens mais importantes para a Igreja e o mundo no século passado?

Pe. Sávio: João Paulo II deixou um legado muito relevante para a Igreja. Os conteúdos das suas colocações marcaram uma época e são muito próximos de cada um de nós. Cito aqui, por exemplo, a Jornada Mundial da Juventude. Ela  não é mais apenas um evento, mas se tornou um programa de evangelização para a Pastoral Juvenil, um momento forte de unidade para a Igreja. Com as jornadas, ele estabeleceu um diálogo muito próximo das novas gerações e isso é visível aos nossos olhos, basta lembrarmos o que aconteceu este ano aqui no Brasil. Tudo isso é fruto da sua sensibilidade e ousadia. Não podemos esquecer também de João XXIII que nos liga diretamente ao Concílio Vaticano II que nos trouxe uma enorme riqueza.

ZENIT: Como será a peregrinação?

Pe. Sávio: A peregrinação terá três grandes momentos. O primeiro é poder estar presente em Roma no Domingo de Ramos, onde participaremos da solenidade da passagem dos símbolos da JMJ dos jovens do Brasil para os jovens da Polônia, justamente no dia da Jornada Mundial da Juventude em âmbito diocesano. O segundo é participarmos da Semana Santa em Roma, junto ao Sucessor de Pedro. Dentro deste segundo momento, ainda vamos a Lanciano e San Giovanni Rotondo para um retiro espiritual nessas duas cidades italianas, que nos ajudarão a mergulhar em duas belas páginas da história da Igreja. Um terceiro momento é a visita à Polônia para conhecer e aprofundar os caminhos que João Paulo II fez por lá. Por último, voltamos a Roma para a grande cerimônia da canonização de João XXIII e João Paulo II. Tudo isso foi preparado com muito carinho e atenção!

ZENIT: Quantos dias estarão por lá e quantos lugares visitarão?

Pe. Sávio: Serão 18 dias de peregrinação e tenho aqui 15 motivos para participarmos desse roteiro de fé. Eles também falam das cidades que passaremos.

1-     Cerimônia de canonização de João Paulo II, o Papa da Juventude, e João XXIII, o Papa do Concilio Vaticano II;

2-     Semana Santa em Roma com o Papa Francisco;

3-     Solenidade de entrega da Cruz e do Ícone da JMJ do Brasil para a Polônia durante a Jornada Mundial da Juventude em âmbito diocesano (Domingo de Ramos);

4-     Conhecer Lanciano onde aconteceu o mais conhecido milagre eucarístico da história ;

5-     Visitar San Giovanni Rotondo, a cidade do Padre Pio;

6-     Participar da Via Sacra no Coliseu com o Papa Francisco;

7-     Receber a Benção Urbi et Orbi do Papa Francisco no Domingo de Páscoa;

8-     Visitar o tumulo de João Paulo II na Basílica de São Pedro;

9-     Conhecer as Basílicas e os principais pontos turísticos da Cidade Eterna (Roma);

10-  Conhecer a Cidade de Santa Faustina (Varsóvia);

11-  Visitar a cidade onde aconteceu a JMJ em 1991 com a participação de João Paulo II (Chestochowa);

12-  Conhecer o campo de concentração de Auschwitz

13-  Visitar o lugar onde esteve São Maximiliano Maria Kolbe, o Mártir da Caridade;

14-  Conhecer a cidade onde nasceu João Paulo II, onde ele foi pároco e bispo;

15-  Conhecer a cidade sede da próxima Jornada Mundial da Juventude em 2016 (Cracóvia). Vamos a cerca de 8 cidades. Na Itália iremos a Roma, Lanciano e San Giovanni Rotondo. Na Polônia a Varsóvia, Chestochowa, Auschwitz, Valdovice e Cracóvia.

ZENIT: Qual será a assistência sacerdotal oferecida nesta peregrinação?

Pe. Sávio: Como Diretor Espiritual tenho muitas ideias para que possamos aproveitar esse momento que não é somente um passeio, nem simplesmente visitar lugares. Proponho que estudemos antes de sair do Brasil cada aspecto desta peregrinação. Teremos missas diárias nesses locais, momentos para confissão e aprofundamento de tudo o que formos fazer. Quero interagir muito com o grupo antes da saída do Brasil através das redes sociais para que todos possam participar ativamente de cada momento. Depois do grupo formado discutiremos outras ideias com todos.

ZENIT: O senhor espera muitos jovens participando?

Pe. Sávio: Sim, tanto os jovens de idade quanto os que têm o espírito jovem. Já temos jovens de outros países nos procurando para ir conosco da Argentina, Venezuela e Chile, além de lideranças nacionais de algumas expressões juvenis e casais. Pretendemos levar um grupo de 50 pessoas para poder aproveitar melhor cada passo desta peregrinação.

ZENIT: Como fazer para participar?

Ligando para a Agência Obra de Maria em São Paulo pelo fone (11) 2651-1646/7006-2081 ou pelo e-mail contato@peregrinabrasil.com.br