Peregrinação “verde” de bispos europeus ao santuário de Mariazell

De 1º a 5 de setembro, sobre o tema “Se quiseres cultivar a paz, preserva a criação”

| 1077 visitas

ROMA, domingo, 29 de agosto de 2010 (ZENIT.org) - Os bispos e delegados das conferências episcopais europeias responsáveis pela proteção da criação realizarão, de 1º a 5 de setembro, uma peregrinação "verde" em cinco etapas, desde Esztergom (Hungria) até o santuário mariano de Mariazell (Áustria), passando por Brastislava (Eslováquia). 

A iniciativa, promovida pelo Conselho das Conferências Episcopais da Europa (CCEE), busca refletir sobre o tema indicado por Bento XVI para o Dia Mundial da Paz de 2010: "Se quiseres cultivar a paz, preserva a criação".

"A crise ecológica - explicou o secretário-geral da CCEE, Pe. Duarte da Cunha - entendida como uso irracional e irresponsável dos dons da criação, que estamos passando hoje na Europa, está ligada à atual crise moral do continente: uma influencia a outra."

"O próprio Santo Padre - recordou Duarte - destacou que uma verdadeira atenção à ecologia do planeta não pode prescindir de uma séria reflexão sobre a ecologia humana, de uma conversão espiritual nem de uma mudança nos estilos de vida."

Nasce então a peregrinação para enfrentar o tema da proteção da criação. "Por sua natureza - afirmou o secretário-geral do CCEE -, a peregrinação é antes de tudo um caminho espiritual, um caminho de conversão que começa deixando o próprio ambiente habitual para alcançar um objetivo particular marcado pela intervenção divina."

A peregrinação começará em Esztergom, em 1º de setembro, com a Celebração Eucarística e a benção do peregrino, por parte do presidente do CCEE, arcebispo de Esztergom-Budapeste, Cardeal Peter Erdö.

No dia seguinte, os delegados chegarão de barco a Bratislava, cruzando as águas do Danúbio, o maior rio da Europa. Será a oportunidade para refletir sobre o tema da água e da energia (está prevista uma visita à fábrica de biodiesel de Komarom).

Chegando a Bratislava, os peregrinos serão acolhidos pelo arcebispo da cidade, Dom Stanislav Zvolenský, e pelo prefeito, Andrej Durkovský.

Na sexta-feira, dia 3, haverá uma reflexão sobre a formação na proteção da criação, com uma mesa redonda que prevê a participação do presidente do Conselho Pontifício Justiça e Paz, Cardeal Peter Kodwo Appiah Turkson, e do ministro eslovaco de obras públicas, Ján Figel.

Após viajar de ônibus até St. Polten (Áustria), está prevista uma celebração ecumênica na catedral, da qual participarão alguns representantes das igrejas cristãs e órgãos ecumênicos locais e internacionais.

Durante a celebração, será recitada a Bridge prayer ("Oração Ponte"), ao mesmo tempo que os participantes do 14° Congresso Internacional de Renovabis sobre o tema "Ser responsáveis da criação - Desafio ecológico na Europa Central - Oriental", que acontecerá em Mônaco (Alemanha,) de 2 a 4 de setembro.

No sábado 4, os peregrinos viajarão de trem desde St. Polten até Burgeralpe, onde será presidida a Celebração Eucarística pelo arcebispo de Malinas-Bruxelas e presidente da Conferência Episcopal da Bélgica, Dom André-Joseph Léonard.

Depois, percorrerão a pé os últimos quilômetros da peregrinação até o santuário de Mariazell.

A peregrinação será concluída no domingo 5, com a Missa presidida pelo presidente da Conferência Episcopal Austríaca e arcebispo de Viena, cardeal Christoph Schonborn. Ao final da celebração, será divulgada uma mensagem final aos participantes.

Também participarão da peregrinação 10 jornalistas de diversos países europeus que refletirão os pensamentos dos delegados das Igrejas da Europa sobre os dons da criação.