Peru: religiosa espanhola recebe o Prêmio Nacional de Direitos Humanos 2013

María del Carmen Gómez Calleja trabalha na selva amazônica peruana com os nativos Awajun Wampis

Roma, (Zenit.org) Redacao | 388 visitas

A religiosa espanhola María del Carmen Gómez Calleja, da congregação das Servas de São José, recebeu o Prêmio Nacional de Direitos Humanos 2013. A freira afirma que o seu sonho é "que os Awajun Wampis e todo o mundo amazônico nos ensinem o bom viver. Seria uma grande contribuição ao mundo".

Além de María del Carmen, o padre Gerald Veilleux também foi indicado ao prêmio especial concedido anualmente pela Comissão Nacional dos Direitos Humanos do Peru.

Os prêmios foram entregues no último dia 10, data da Jornada Universal dos Direitos Humanos, como um ato de reconhecimento e um tributo às pessoas que trabalham arduamente em defesa dos direitos fundamentais no Peru.

A missionária espanhola trabalha no vicariato de San Francisco, em Bagua, na selva amazônica ao norte do país. De acordo com as informações da Agência Fides, "a irmã María del Carmen se recusou a assinar um informe oficial que continha irregularidades sobre o conflito social em Bagua; ela continua trabalhando para esclarecer os fatos e as responsabilidades políticas que provocaram o trágico episódio conhecido no país como ‘Baguazo’, no qual morreram trinta pessoas". 


Há 45 anos, a congregação de São José trabalha com os povos indígenas da Amazônia peruana, em Bagua, comprometida com a promoção das mulheres indígenas Awajun. A irmã María del Carmen trabalha naquela região há 6 anos e considera que a sua experiência “faz parte da linda história em que a mulher Awajum, mostrando várias características típicas da cultura do povo indígena da Amazônia, se tornou hoje uma mulher instruída. As professoras do nosso centro educativo foram primeiro estudantes nesse mesmo lugar. O contato com a cultura faz parte deste povo”.

Para conhecer mais sobre a religiosa:
http://www.youtube.com/watch?v=eXHuc0C_Cuc&feature=youtu.be