Piedade popular pode ser instrumento da nova evangelização

Reúne-se no Vaticano a Comissão Pontifícia para a América Latina

| 1045 visitas

CIDADE DO VATICANO, quarta-feira, 6 de abril de 2011 (ZENIT.org) - A piedade popular, purificada de desvios, pode ser um importante instrumento para a nova evangelização da América Latina.

Esse é o tema sobre o qual debatem os membros da Comissão Pontifícia para a América Latina, reunidos desde ontem em Roma em sessão plenária. Na sexta-feira, eles se reunirão com o Papa.

Segundo informou ‘Rádio Vaticano’, o objetivo desta reunião é refletir “sobre a importância da piedade popular na América Latina, fazendo um balanço do que significou durante estes cinco séculos”.

O propósito é que a piedade popular, “através da missão continental, se proteja, promova e purifique como um válido e eficaz instrumento de encontro pessoal e comunitário com o Senhor”, para que “Jesus Cristo, caminho, verdade e vida, seja reconhecido, aceito, amado e vivido na história pessoal de todos os batizados e conduza a uma vida sacramental mais plena”.

Por isso, um dos objetivos dos debates é reconhecer a “incidência da piedade popular no processo de evangelização do continente”, mas também “identificar os desvios que se registraram e que é preciso corrigir”.

A Comissão pretende elaborar algumas recomendações pastorais concretas para todos os bispos da América Latina, “para que a piedade popular – considerada por Bento XVI como o precioso tesouro da América Latina – seja valorizada e impulsionada como instrumento válido e iniludível no processo da nova evangelização”.