Polícia busca suspeitos de morte de padre no sul do Brasil

Padre Alvino Broering, morto a facadas, foi enterrado nessa segunda-feira

| 1474 visitas

FLORIANÓPOLIS, terça-feira, 15 de dezembro de 2009 (ZENIT.org).- O capelão da Universidade do Vale do Itajaí, padre Alvino Broering, de 46 anos, foi morto na madrugada de segunda-feira, às margens da rodovia BR-101, em Itajaí (Santa Catarina, sul do Brasil).

A Polícia Civil de Santa Catarina trabalha com a hipótese de latrocínio (roubo seguido de morte), segundo informou ao jornal Diário Catarinense o delegado Rui Garcia, já que o carro do sacerdote foi levado.

O velório do padre Alvino aconteceu ontem, na Igreja Matriz de Itajaí. O arcebispo de Florianópolis, Dom Murilo Sebastião Krieger, presidiu os ritos. Em seguida, o cortejo seguiu para Santo Amaro da Imperatriz, onde o corpo do padre foi sepultado, às 16h.

Testemunhas afirmaram à polícia que, na madruga de segunda-feira, o carro do sacerdote parou próximo ao km 114 da BR-101. Ao descer do veículo, padre Alvino teria sido perseguido por um homem e depois esfaqueado. O assassino teria escapado no veículo.

Socorrido e encaminhado ao pronto-socorro do Hospital Marieta Konder Bornhausen, o capelão não resistiu e morreu por volta das 6h.